O falso tratamento que os cosméticos tradicionais prometem dar ao cabelo

Bad-Hair-Day

Então você usa alguns cosméticos convencionais e seu cabelo fica limpo, perfumado, hidratado, brilhante, sem frizz, tudo graças a uma combinação de dezenas de químicas. Mas o que a mídia não diz é que essas substâncias são responsáveis por muito mais do que madeixas bonitas.

Os sulfatos

A limpeza eficaz é resultado de uma mistura de poderosos surfactantes – substâncias responsáveis por limpar e promover uma espuma abundante. Os principais surfactantes sintéticos encontrados nos rótulos são:

  • Sodium Lauryl Sulfate (Lauril Sulfato de Sódio)
  • Sodium Laureth Sulfate (Lauriléter Sulfato de Sódio)
  • Ammonium Lauryl Sulfate (Lauril Sulfato de Amônio)
  • Ammonium Laureth Sulfate (Lauriléter Sulfato de Amônio)

De acordo com o EWG, organização especializada em estudar substâncias químicas tóxicas desde 1993, ao mesmo tempo em que limpam, essas substâncias podem promover descamação no couro cabeludo e coceira.

Além disso, o Sodium Lauryl Sulfate é suspeito de ser um poluente ambiental e, segundo o Journal of the American College of Toxicology (fonte), o SLS pode desnaturar as proteínas da pele e ser absorvido por ela. O Sodium Laureth Sulfate e o Ammonium Laureth Sulfate, por sua vez, podem ser contaminados por dioxano e óxido de etileno, ambos cancerígenos e tóxicos.

Muitas marcas também fazem uso do composto Cocamidopropyl Betaine no lugar dos sulfatos mais nocivos. No entanto, não é um dos compostos mais seguros que temos como alternativa: de acordo com o EWG, pode ser contaminado com nitrosaminas (cancerígenas) e está associado à ocorrência de dermatite de contato e coceira em pessoas predispostas.

As fragrâncias sintéticas

Seus cabelos ficam perfumados devido à fragrância sintética, que pode causar danos pro sistema respiratório, além de ocasionar alergias em pessoas sensíveis. O SCCNFP (The Scientific Committee on Cosmetic Products and Non-Food Products Intended for Consumers) considera as fragrâncias sintéticas tóxicas pro sistema imune (fonte).

Você sabia que a palavra “Parfum” no rótulo pode esconder mais de 3 mil substâncias químicas?

Silicones e derivados de petróleo

A hidratação e o brilho podem ser resultado de inúmeras substâncias, mas principalmente dos derivadores de petróleo e dos silicones:

  • Silicones (dimethicone, simethicone, cyclomethicone, dimethiconol)
  • Parafina (paraffin)
  • Óleo mineral (mineral oil/paraffinum liquidum)
  • Petrolato (petrolatum)

Insolúveis em água e em sua maioria poluentes, essas substâncias não tratam o cabelo de fato (pois não tem qualquer afinidade com a estrutura capilar), apenas ‘maquiam’ o fio superficialmente, evitando a perda de água e impermeabilizando-os, fazendo com que pareçam mais brilhosos e hidratados. Mas só pareçam.

E as alternativas?

Frequentemente, quando uma pessoa que usa uma enxurrada de cosméticos convencionais troca abruptamente para cosméticos capilares orgânicos/naturais, o choque é grande e a rejeição idem: muitas não se adaptam às texturas, ao cheiro fraco (ou muito herbáceo), etc. Por não conterem surfactantes sintéticos, para alguns tipos de cabelo o shampoo natural pode não limpar tão bem, não é raro acontecer.

É preciso ter paciência, esperar um tempo de adaptação do couro, lavar o cabelo com cautela, dentre outros cuidados e alternativas que já ensinei aqui. Além disso, na maioria das vezes o cabelo está tão impermeabilizado por anos e anos de derivados de petróleo e silicones que os ativos do cosmético natural não conseguem penetrar no fio e nem retirar todas aquelas tranqueiras acumuladas.

Os cosméticos capilares naturais tratam o fio, combinando ativos vegetais potentes para restaurá-lo de fato, mas isso não acontece da noite para o dia e só ocorre se o cabelo estiver “desintoxicado”, livre de substâncias químicas que “blindem” o fio, como os derivados de petróleo e os silicones. Mas desintoxicar o cabelo não é fácil, não!

  • Veja aqui como foi a minha transição de cosméticos capilares convencionais para naturais/orgânicos e como tem sido minha desintoxicação capilar
Anúncios

71 comentários sobre “O falso tratamento que os cosméticos tradicionais prometem dar ao cabelo

  1. Vc leu meus pensamentos! estava pensando nisso hoje no banho. Aliás, vc já usou os shampoos/condicionadores da marca Ecologie? se sim, o que vc acha dele?

    Um beijo!

    1. Vanessa, usei uma vez, o shampoo antirresíduos. Gostei até, mas o problema são as químicas usadas. A Ecologie tem uma proposta interessante em relação à ética animal, mas usa muitas substâncias polêmicas e nocivas, por isso eu evito. Beijoss

  2. Hm.. por isso que quando uso um shampoo/creme novo, meu cabelo fica lindo e depois de um tempo fica estranho, como se eu não estivesse cuidando.

    1. Fora que às vezes pesa, né? O fio fica meio grudado, pesado, e tudo isso por conta dos benditos silicones e derivados e petróleo.

  3. Oi! Meu comentário não vai ter muito a ver com o post de hoje, mas desde quando comecei a ler seu blog e de outras garotas que usam produtos naturais/orgânicos, percebi que, ao adotar esse estilo de vida, as pessoas passam a ser bem menos consumistas e achei esse ponto bem legal. Você concorda comigo?

    1. Sim, acontece um pouco disso. Não que nós blogueiras não compremos nada ou quase nada, nós fazemos nossas compras todo mês, mas por termos consciência ambiental e um olhar mais crítico sobre as coisas, tendemos a conter mais os gastos, comprar o que é necessário ao invés de gastar em besteira. Fora que os produtos naturais são meios inviáveis de acumular, a validade é relativamente curta, se começarmos a comprar adoidado, tudo vence rápido, aí não compensa. Acho que uma coisa puxa a outra, mas sim, você notou certo, nós somos mais contidas que as blogueiras convencionais hahah

  4. Muito bom a postagem Nyle! Faz pouco tempo que estou aderindo a cosméticos naturais e estou sentindo uma diferença enorme, meu cabelo chegou a ressecar demais e mesmo passando produtos 100% naturais (como mel de abelha) ele não se acostuma! Ficarei no aguardo do próximo post para eventuais dicas! 😉
    Beijos!

    1. Mai, o começo é difícil mesmo. Tente usar óleos vegetais 100% puros pra fazer umectação: aplique uma quantidade razoável de óleo vegetal (não pra ficar emplastado, mas o suficiente pra você notar que tem óleo no cabelo) da metade pras pontas, uniformemente, deixa por 15 min – 1 hora e então lave normalmente, com shampoo e condicionador. Ajuda a combater o ressecamento! Se o seu fio for muito fino e você tiver pouco cabelo, usa óleo de semente de uva, argan, amêndoas. Se o seu cabelo for bem grosso e pesado você pode usar óleos um pouco mais fortes, como o de abacate, castanha do pará, pracaxi, gérmen de trigo, até argan e amêndoas.

      Pra dar mais maciez e brilho, faça uma receita de 200 ml de água filtrada + umas 10 colheres de sopa de vinagre de maçã e durante o banho, depois de aplicar o shampoo, passa no cabelo (do meio às pontas), deixa agir por uns 3 minutos, enxágua e aplica o condicionador. Testa e depois me diga o que achou! beijoss

      1. Estou fazendo umectação com Mel puro + azeite de oliva ou azeite de linhaça, ficou ótimo nas 3 primeiras aplicações, depois disso não vi mais efeito :/ Estou procurando por estes óleos que você citou na minha cidade mas ainda não achei eles puros..
        Meu fio é finíssimo e bem ressecado nas pontas, vou fazer isso que você disse e depois posto os resultados! ;D
        Beijos!

      2. Mai, na verdade, à medida em que o cabelo vai sendo recuperado e hidratado, você passa a notar menos diferença ao fazer essas hidratações. Se você não nota tanta diferença, mas sente que seu cabelo tá melhor, se recuperando, tá no caminho certo, não se preocupe. Se caso não estiver dando os resultados que você gostaria, os óleos realmente são uma alternativa legal. beijoss

  5. Ola Nyle, eu atualmente uso os da Nature Gates (http://natures-gate-store.jp) sao organicos, penso que estao livres destes itens que vc mencionou, porem eles fazem um pouco de espuma (gerou a duvida ai rs) Mas por exemplou eu uso a linha (Jojoba Revitalizing Shampoo) e uma pra cabelos tingidos (Asian Pear and Red Tea Color Protecting Shampoo), eu uso 3 dias um, 3 dias o outro e alterno ainda com um de marca japonesa que diz nao ter silicone, a questao e vc acha que essa alternancia faz mal aos meus cabelos? Estao sempre brilhosos porem tenho fios rebeldes no topo da cabeca, as pontas estao bonitas…. entao nao sei se os fios rebeldes sao por conta do cabelo crescer direto entao sao muitos fios novos e curtos ou sao rebeldes pq eu alterno muito de shampoo. Abracos obrigada.

    1. Makie, acho que não faz mal não, se você disse que as fórmulas são bem naturais, sem problema. Eu também tenho muitos fios novos e é normal, fica tranquila… Quando eles estiverem assim, você pode usar uma gota bem espalhada na mão de óleo vegetal 100% puro pra abaixar, mas é bem pouco mesmo, e você passa na cabeça bem de leve, só relando pra abaixar!

  6. Oi Nyle! Estou seguindo seu blog há um tempinho e virou meu favorito. Já era vegetariana, mas não conhecia os produtos naturais. Tenho mt alergia e à medida que vou trocando os produtos tenho melhorado mt.

    Qt aos produtos pra cabelo, estou com uma dúvida. Estou querendo trocar os xampus também, mas por enquanto não consigo deixar de fazer escova de ácido glicolicílico. Você acha que dá para conciliar escova alisante com xampu e condicionadores naturais? Eles conseguem fazer efeito após uma escova dessas?

    Obrigada por tanta informação de qualidade e parabéns pelo blog!!!

    1. Bruna, que bacana sua mudança de postura. E sobre a escova, eu confesso que é difícil aliar os dois porque esses tratamentos levam derivados de petróleo e inúmeras químicas nocivas. Mas, se você usar somente produtos capilares naturais e mesmo assim obtiver um resultado bom, acho que dá pra aliar sim. O único problema é a impermeabilização do fio, se essa escova deixá-lo dessa maneira, os produtos naturais podem não conseguir penetrar no fio e agir plenamente. Funcionar acho que até vai, mas talvez não dê o resultado que você espera. Acho importante você colocar na balança de vale a pena continuar com um tratamento que deixa seu cabelo bonito, mas a médio e longo o prazo prejudica a sua saúde e danifica seu fio… Há 1 ano atrás eu não me via sem progressiva, mesmo, hoje me arrependo amargamente de ter feito algum dia e jamais voltaria a fazer, porque eu sei os danos que isso causa e o estrago que faz no cabelo (e isso você só percebe depois que para de fazer e desintoxica os fios).

      Mesmo assim, é interessante que você continue optando por produtos naturais sempre que possível porque quando você começa a usar parece que fica mais próxima da coisa, fica mais familiarizada, e aos poucos você vai querendo menos e menos usar coisas convencionas, passa a ter um olhar muito crítico pra tratamentos químicos (tanto cutâneos quanto capilares) e vê que existem alternativas, que a saúde e a vaidade podem andar juntas uma vez que você se adapte a esse novo estilo de vida mais natureba. Você está no caminho certo, parabéns, só precisa refletir um pouco sobre alguns aspectos, se valem a pena ou não, qual o custo pra saúde que isso tem e tal.

      Espero ter ajudado

      1. Muito obrigada, Nyle! Muito esclarecedor, até me deu vontade de investir nos produtos e largar a progressiva. Já ouvi falar em alisamento com óleos naturais. Isso existe mesmo?

      2. Bruna, nunca ouvi falar! Acho que se o cabelo estiver hidratado e com a ajuda de um óleo pra proteger o fio do calor, uma boa escova dá um resultado bem legal! beijoss

  7. Olá Nyle, confesso que fiquei de boca aberta com tudo que li aqui e quero passar a usar produtos naturais já. Você poderia mencionar as melhores marcas de shampoos naturais e onde podemos encontra-las? Ficaria muito agradecida! Adoro seu blog xoxo

  8. oh Nyle! vc sempre acertando bem no alvo! eu já faz tempo que venho sofrendo com as alergias e irritações da pele e do couro cabeludo, as marcas mais comuns de shampoo já não posso mais nem passar perto q já começa a cocar minha cabeça. Justo com esse assunto de shampoo e acondicionador e meu grande problema.foi cansada disso que comecei a me informar sobre os ingredientes e olhar os rótulos dos produtos que eu tinha em casa, pra meu assombro um dos shampoos que eu usava continha formol na formula! tava la: folmaldehyde! e foi nessa busca de informação e dicas que achei seu blog, que desde então tem sido uma luz no meu caminho! preciso desintoxicar o meu cabelo dessas químicas, tenho certeza de que quando eu conseguir isso meus problemas vão acabar.

    1. Fer, muito legal a sua postura, e fico feliz que o Lookaholic seja uma luz pra você. Continue assim, parabéns!

  9. Adorei o post Nyle! Muito bom você falar sobre isso, eu também já tinha escrito uma matéria sobre shampoos orgânicos que fazem menos espuma no meu blog. Mas a questão não é a pessoa acostumar com a textura, e sim desentoxicar o cabelo mesmo. Difícil explicar isso para as minhas clientes às vezes, só passando pela experiência, tendo paciência e acreditando que é uma mudança para melhor mesmo. Vale a pena, porque os cabelos ficam muito mais bonitos, soltinhos e e saudáveis. Além do que acabei com o caso de frizz crônico que tinha antigamente.

    1. Sim, mais importante que se adaptar à textura ou pouca espuma é desintoxicar o fio, mas raramente as pessoas entendem :/

  10. Oii, tenho uma dúvida, eu uso sebastian e senscience, meu cabeleiro disse que são os melhores do mercado, não se vendem em mercados de cosméticos só em salões, aqui na minha cidade Blumenau, são importados, só são 3 salões que vendem por aqui e tal, ele disse que são os melhores porque o sufato é muito baixo, mas fiquei com um pouco de dúvida sobre os componentes que tem dentro deles depois de ter ligo seu post!

    1. Gabriela, como essas marcas são estrangeiras (se não me engano), dá pra você olhar o site oficial deles e tentar buscar a fórmula pra dar uma olhada!

  11. Meu cabelo é virgem (sem tintura ou qualquer outra química) sempre morri de medo de aplicar alguma coisa nele. O problema é que ele está bem acabadinho todo poroso e quebradiço ainda mais quando lavo. Não tem marca vegan que ofereça um tratamento mais potente típico dessas “escovas” de salão?
    Até pensei em fazer uma marroquina, mas depois de ler este post vou continuar avessa as químicas capilares.

  12. Estava fazendo minhas pesquisas sobre produtos pra cabelo e descobri a Belo Fio Cosméticos. Ao que me parece é um empresa vega. Vi que tem uns tratamentos típicos de salão tipo cauterização e escovas acho que pode ser uma boa escolha pra quem quer fugir dos cosméticos comuns, mas sem abrir mão dos tratamentos. Você conhece essa empresa? Podia testar os produtos deles.

    1. A Belo Fio tem uma proposta legal em relação a ser cruelty-free e produtos veganos, mas em termos de ingredientes a empresa não foge muito dos produtos convencionais, tem muitas químicas polêmicas e nocivas. Se você está procurando tratamentos cruelty-free e veganos, é interessante, se está procurando um tratamento mais natural em termos de composição, realmente não é a melhor opção e tal. beijoss

  13. Oi Nyle 🙂 Adoro seu blog, tem dicas maravilhosas, me inspirou a correr atras e usar algumas marcas menos nocivas pra cabelo e pele. Mas tenho uma dúvida quanto a linha da Phytoervas, gostaria de saber se ela é realmente uma marca natural, que não tem esse compostos ruins? Obrigada pela atenção.

    1. Karina, a Phytoervas não é uma marca natural, ela é uma marca convencional que usa sim ativos naturais mas tem muitas químicas ruins também. beijoss

  14. Oi Nyle,

    Estava no período de transição, usando shampoos com sulfato e condicionadores naturais sem óleo mineral, meu cabelo estava uma maravilha, estava tudo dando certo. Mas, quando passei a usar os shampoos ou sabonetes naturais para lavar os cabelos, tudo desandou, meu cabelo ficou “carregado”, opaco e pesado, como se tivesse alguma coisa pra tirar ainda, sabe?

    Vc consegue o resultado de limpeza que os shampoos com sulfato dão ou é assim mesmo e devemos nos acostumar?

    1. Bruna, depende muito do produto. Você pode auxiliar a lavagem com shampoo natural usando o bicarbonato de sódio diluído https://lookaholic.wordpress.com/2013/06/11/bicarbonato-de-sodio-e-vinagre-para-lavar-os-cabelos/ e depois enxague com o vinagre pra evitar que o cabelo fique meio duro ou com frizz. se o seu cabelo é misto ou oleoso você pode optar por shampoos como o de acerola da Ikove, o de andiroba da linha orgânica da Arte dos Aromas, o de Murumuru da linha Amazonia Preciosa da Surya.

      Pra lavar os cabelos com shampoo natural você também precisa ter um pouco mais de paciência. Você precisa lavar o cabelo em mechas separadas, massageando bem o couro e deixando o produto agir por cerca de 1 minuto antes de exaguar. reparta o cabelo ao meio, depois horizontalmente e novamente ao meio, de modo que você fique com o cabelo dividido em 3 partes: toda a parte de baixo dos cabelos (soltos), que pega desde a metade da cabeça até a nuca e as duas partes de cima (que vão estar presas em coquinhos), que vão da metade da cabeça até o topo. vá lavando uma parte de cada vez, aplicando o produto, massageando, exaguando e depois repetindo o processo.

      dá trabalho, mas tenta, acho que você vai obter resultados melhores.

      beijoss

  15. Olá Nyle ! tenho 43 anos e de há uns 8 meses pre cá meu cabelo que era ondulado de fibra mista e secos, passou misteriosamente a ficar extremamente liso e ñ mais seco, e a muito tempo apenas uso um shampoo Elseve homem e as vezs o condicionador Liss-intensive extreme (da mesma marca ) mas ñ acho que essa mutação em meu cabelo se deva a esses cosméticos exatamente, pois usei muitos anos sem notar alterações, e mesmo quando uso outras marcas atualmente o resultado é o mesmo. perguntei ao meu cabeleireiro se ele já viu cabelos ondulados de fibra mista ficarem espontaneamente lisos e ele disse que nunca. Ps: estou com bastante queda de cabelos e pêlos nos últimos 4 meses por problemas de saúde no estômago e fígado o que me deixou desnutrido e um pouco desidratado o que me levou a uma anemia e pouca oxigenação no sangue, mas a anemia já foi curada. minha duvida é se vc já viu tal mutação sem uso de produtos e técnicas para alisamento antes…

    1. Dan, nunca vi esse tipo de coisa, juro. As características do nosso cabelo são definidas por inúmeros fatores. processos inflamatórios, medicamentos, quimioterapia, algumas coisas podem afetar as características do fio, mas no seu caso não hesite em procurar um médico pra checar se está tudo bem com você, essas mudanças merecem muita atenção e cautela. procure um dermatologista, ele vai te dar as orientações necessárias. beijos

      1. Isso aconteceu com o meu pai.
        Depois que o cabelo começou a ficar branco a estrutura mudou completamente. Antes ele tinha cabelos cacheados/crespos e, hoje em dia, são lisos.
        Não imagino o porquê disso, mas aconteceu com ele.

  16. Oi Nyle, tudo bem?
    Gostaria de uma ajuda sua se possivel: fui usuária de progressivas de salão por longos seis anos, fazendo de 2 a tres vezes por ano, pois meu cabelo naturalmente é duro, resistente e “pixainho” para falar o português bem claro. Eu tinha parado com as progressivas de salão em 2012 por conta da nocividade do formol e fiquei nos relaxamentos de amônia que em tres aplicações me levaram a quedas grandes de cabelo, ai parei também com os relaxamentos. Meses depois, eu começei a usar estas progressivas que vendem em perfumarias, que se vendem “sem formol”, só para dar uma abaixada no volume e tirar a rigidez e ondulações da raiz. É minha primeira visita ao seu blog e fiquei um tanto chocada com o que vi, principalmente com os elementos nocivos a saúde. Minha dúvida é se existem produtos naturáis/organicos que auxiliem cabelos duros e pixainhos a ficarem um pouco mais maleáveis. Quando meu cabelo cresce bem e não uso química, a dureza, volume e a incapacidade de segurar a escova me incomomdam muito, me olhar no espelho e ver uma raiz crespa parecendo cabelo de homem mais velho me dói as vistas, mas queria tentar algo mais saudável. A henna vermelha de alguma forma traz um colorido aos cabelos em tom castanho escuro?
    Bjos e obrigada pela atenção!!

    1. Paula, então, tem umas escovas da marca Cadiveu. Não é nem de longe a melhor opção, porque mesmo essas tem químicas nocivas e polêmicas, mas acho que será o menos pior que você poderá encontrar em termos de ingredientes. Quanto à henna, eu nunca usei, mas creio que a vermelha deva deixar tons avermelhados mesmo, não castanho escuro. Pelo menos nunca ouvi falar disso! beijoss

    2. Oi Paula, procurando alisamentos naturais, encontrei os que falam de alisamentos com óleos, principalmente o de côco. Nessa loja tem um link de um grupo no facebook q mostra resultados: oleosnaturais.loja2.com.br Vc pode fazer o óleo de coco tb, procure no Google como. Já fiz o óleo e gostava mt, já comprei nessa loja e tb estou gostando dos resultados. Acho q vale a pena tentar. Bjs

    1. Apesar de ser fácil de comprar eu não recomendaria o coco betaíne, ele é bem polemico. eu realmente nao sei onde vende :/ bjs

      1. Nossa, Bruna, eu achava que eram o mesmo ingrediente, mas aparentemente não é. Vou perguntar no SAC da Multivegetal se o coco-betaine é coco-betaine mesmo ou abreviação do cocamidopropyl, mas foi bom vocÊ avisar, vou perguntar pra eles e depois altero as postagens aqui do blog. Obrigada pelo aviso!! beijoss

  17. Ótima matéria!
    Eu nao uso cosméticos capilares a anos e sempre tem alguém que me pergunta o que eu uso nos cabelos, sinal que sao bonitos.
    Como nao retiro o óleo natural dos cabelos, a minha produção de sebo é bem controlada. Lavo os cabelos apenas uma vez por semana e mesmo assim eles nao ficam oleosos na raiz, salvo quando estou no Brasil ou em algum país muito quente que lavo a cada 4 dias por causa do suor, nao oleosidade.
    Meu cabelo era oleoso na raiz e seco nas pontas e foi difícil nas primeiras semanas até o couro cabeludo perceber que nao precisava mais trabalhar como um louco e que eu nao tiraria mais a proteção natural dos meus cabelos. Mas logo o óleo natural chegou até as pontas hidratando profundamente e nunca mais tive problemas com ressecamento dos fios.
    Tenho os cabelos louros e vcs sabem como é difícil e caro cuidar de um cabelo com esta natureza, mas hoje meu gasto é praticamente 0. Só compro vez ou outra bicarbonato e vinagre quando vejo que preciso limpar mais profundamente. Uso azeite de oliva extra virgem que usaria na alimentação, entao nao conto como um gasto capilar.
    Meu cabelo é liso com algumas ondulações aqui e ali, mas quando preciso de um cabelo mais liso eu faco aquelas rodinhas com meia calca e grampos e quando eu quero volumes e ondulações eu prendo bobs ou enrolo cada mexa e prendo com grampos. Faco isso para nao depender de produto nenhum, como protetor térmico e tal.
    Ah, nunca tive problemas de caspa ou odor no couro cabeludo.
    Quem tiver curiosidade sobre meus cabelos aqui estao duas fotos, uma com o cabelo liso e outra ondulados. Acho que a diferenca da cor do meu cabelo é devido a luz, mas dá pra ver a forma direitinho.
    http://www.flickr.com/photos/polianelotoski/10307717316/
    http://www.flickr.com/photos/polianelotoski/10307703566/in/photostream/

  18. Nyle, to me segurando firmemente para não voltar pra progressiva. Aff… acho que vou voltar aqui toda vez que estiver muito tentada. Agora minha dúvida: você acha que se usar um óleo vegetal antes da natação vai impedir os danos causados pelo cloro da piscina? Tem algum que seria mais indicado? Abraços!

    1. Fernanda, usa óleo de coco nos fios (usa pouco pra não ensebar muito) e use touca impermeável, sem exceção. A touca vai proteger do cloro e evitar que o óleo suje a piscina também. beijos

  19. Oi Nyle,
    Há a possibilidade de eu fazer uma boa escova em casa usando algum termoativado natural? Percebo que alguns defrizantes possuem derivados de petróleo. Existe algum 100% natural que vá facilitar a escova e proteger do calor do secador e da chapinha?
    Parabéns pelo seu blog.

  20. Olá Nyle. O seu blog é excelente e muito esclarecedor. Você está de parabéns. Eu tenho uma saboaria artesanal onde faço sabonetes em barra e líquidos 100% naturais e vegetais. Se você desejar, é mais uma opção de cosméticos sem químicas industriais. O meu blog está um pouco desatualizado, mas tem algumas informações extras para você sobre ingredientes nocivos usados pela indústria cosmética. Fique a vontade para usar qualquer informação. Blog: http://www.ingasaboaria.blogspot.com. Loja: http://www.ingasaboaria.com.br

      1. Nyle Ferrari, e com relação a soda cáustica, componente para fabricar o sabão.
        O que me diz..

      2. Durante a saponificação a soda não fica no sabonete final. Se ele for feito de maneira correta, não terá problema…

  21. Bom dia, alguém sabe citar alguns substitutos para o lauril na fabricação de alcool em gel? Neste caso ele funciona como um tensoativo anionico e eu não encontrei nenhuma materia prima que o substituisse bem.
    Obrigada.

  22. Olá, gostaria de saber de ti uma dica boa para cabelos brancos. Preciso de algum tipo de tintura que seja natural ora cobrir os terríveis branquinhos. Será que podes me ajudar? Grande abraço e parabéns pelo blog!

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s