Sim, sumi, mas eu explico!

Publicado em
Christmas-Pug-Pictures

Foto de pugs como pedido de desculpas pelo sumiço

Yes, eu estou viva!

E voltei das cinzas pra agradecer às mensagens que me mandaram perguntando sobre o blog, se ele havia acabado e se eu estava bem. Não, ele não acabou. E sim, estou bem!

O que houve é que eu tive um semestre muito puxado na faculdade, o meu trabalho está um loucura e, além de tudo isso, ao longo de 2014 me dediquei a um grande projeto. Como meu tempo estava limitado, tive que fazer “escolhas” e o blog acabou ficando de lado. Mas, acreditem, foi por um bom motivo.

Esse grande projeto aí é: estou escrevendo um livro digital! Ainda não posso dizer sobre o que, mas o lançamento será no começo do ano que vem já, depois de meses de trabalho dedicado. Estou feliz!

Desejo a todas um excelente natal, uma virada linda e que 2016 seja incrível e melhor. Porque 2015… Ô, aninho dureza. Ah, e o blog vai voltar, ok? <3

Um abraço apertado e um beijo!

Minhas primeiras semanas sem tomar pílula

Publicado em
20151015_100046

No período de um ano de uso do anticoncepcional, ganhei 8kg e perdi várias das minhas roupas preferidas. Será que vou voltar a entrar nesses shorts, meu povo? 

Como eu contei aqui, parei de tomar anticoncepcional e iniciei a tag #VidaSemPilula pra falar sobre o assunto e inspirar outras mulheres. Aguardei algumas semanas pra ver como meu corpo ia reagindo e acredito que já tenho o suficiente pra vir contar um pouquinho da experiência!

Os primeiros quinze dias foram complicadíssimos. Fui derrubada pelo cansaço, pela falta de ânimo e principalmente pela instabilidade emocional. Ao meu ver, meu corpo só estava reagindo à falta de hormônios sintéticos e forçando a barra pra voltar a produzi-los naturalmente.

Isso tudo aconteceu em parte porque fui irresponsável e decidi parar do nada com a pílula, sem acompanhamento médico. Portanto, meu conselho é: não repitam o mesmo erro e consultem profissionais que orientem vocês sobre como fazer a transição de maneira menos radical pro corpo.

IMG_20151007_090233

Na foto: Máscara Peeling de Cristais da Bioart, Gel Facial Peles Oleosas da Cativa, Sérum Facial Romã da Weleda e Limpeza Facial Floral da Ikove

Um dos meus maiores temores era em relação à minha pele, que sempre foi bastante oleosa na zona T e acneica. A oleosidade voltou firme e forte, mas as espinhas ainda não deram as caras. Acredito que a alimentação e a rotina de cuidados que tenho levado pode estar ajudando.

Passado o período inicial de turbulência, já comecei a notar as mudanças positivas. Dei uma bela desinchada, as roupas estão caindo melhor e minha circulação melhorou – notei isso porque minhas bochechas e lábios ficaram mais corados e as celulites também amenizaram. Outro benefício: meu apetite, que era insano, está normalizando.

Felizmente, ser vegana me afasta de um dos piores inimigos da pele acneica: laticínios! O açúcar contribui pra inflamação do corpo, então estou evitando a todo custo e tomando cuidado com o excesso de carboidratos. Mas minha alimentação não está das melhores por conta da rotina pesada. Ando mega sedentária :(

20151015_100524

Graças às indicações das meninas do meu grupo no Facebook, vou começar a usar a tal da Maca Peruana, conhecida por dar uma help na fertilidade – comprei já faz um bom tempo na Zona Cerealista, aqui em SP, e paguei bem barato. Dizem que ela dá um up nos hormônios. Vamos ver!

Pras próximas semanas, vou redobrar o cuidado com a alimentação e tomar um suplemento vitamínico enquanto não marco uma consulta. Pra combater essa instabilidade emocional toda, vou retomar o uso de óleos essenciais. Aliás, fica a dica: alguns dos óleos essenciais que vale a pena investir nesse período é gerânio e sálvia esclareia, excelentes pros hormônios femininos. Pra acalmar, o OE de bergamota e lavanda!

Dúvidas? Desabafos? Indicações? Estou aceitando todas as dicas possíveis, gente! <3

Loção Pernas e Pés Pracaxi & Andiroba da Cativa

Publicado em

20151007_083419

É ótimo quando surge alguma necessidade especial e você encontra na sua penteadeira o que precisa. São Paulo anda quente demais e sempre que esquenta, a parte inferior do meu corpo incha. E é nesse momento que produtos como esse da Cativa caem como uma luva (meia?).

Segundo a marca, a Loção Pernas e Pés Pracaxi & Andiroba foi desenvolvida pra auxiliar na circulação e aliviar o cansaço das pernas e dos pés. Possui extrato de arnica e gengibre, óleos essenciais de menta, cúrcuma e eucalipto. Promete rápida absorção, aroma agradável e sensorial macio na pele. O produto é vegano, natural, formulado com mais de 70% de ingredientes orgânicos e especialmente indicado pra pessoas com varizes, esportistas e gestantes.

A embalagem vem com um pump que dosa muito bem o produto, evitando desperdício. Como o nome já sugere, a textura é levinha por ser loção, espalha fácil e também absorve bem. A hidratação é suave e adequada pra tempos mais quentes – se você estiver procurando algo mais pesadinho, a Cativa oferece manteigas mega hidratantes.

20151007_083545

Graças aos óleos essenciais de menta e eucalipto, o aroma mentolado é bem agradável e ajuda a proporcionar a sensação de pernas descansadas. Inclusive, acho que o produto não fica devendo em termos de eficácia: quando chego exausta, faço uma massagem nos pés e nas pernas depois de um belo banho e me sinto melhor. Se você quiser potencializar a ação do produto, basta comprar óleo essencial de menta e pingar umas 5-8 gotinhas dentro da embalagem.

A Loção Pernas e Pés Pracaxi & Andiroba pode ser encontrada na própria loja da Cativa. Clique aqui pra saber mais sobre cupons de desconto em lojas de produtos naturais.

Confira o que rolou no Workshop de Beleza Saudável

Publicado em

IMG_2364

É com muito orgulho e um pouquinho de emoção que venho contar sobre como foi o primeiro Workshop de Beleza Saudável organizado por mim e pela fisioterapeuta Francine Pezeta. Uma tarde maravilhosa de muito aprendizado e reflexão!


IMG_2304

Abrindo o evento, Fran falou um pouco sobre seu trabalho como terapeuta e as lições que aprendeu ao longo dos anos. Segunda ela, os métodos convencionais da profissão não eram compatíveis com a sua busca por um novo significado pra beleza e também traziam promessas vazias, sem sentido.

O sentido e o significado só foram encontrados a partir do contato com a estética natural, que cuida do corpo sem agressões e trata não só ele, mas também a mente. Além disso, Fran refletiu sobre a relação da mulher com a própria imagem. Só quem estava lá sabe: foi emocionante e de arrepiar!

IMG_2393

Removendo a argila da Bioart em uma de nossas queridas participantes

Pra fechar com chave de ouro, propusemos um momento de autocuidado bem bacana com aplicação de argila e dicas práticas – foi super divertido e inspirador ver a mulherada toda com o rosto coberto de argila! Foram usadas as argilas da Bioart e produtos da Ikove, marcas de produtos naturais incríveis que vocês já conhecem

IMG_2375

Produtos da Bioart, Ikove e Alquimia by Paula Franco utilizados no Workshop

Nosso coffee break foi mais do que caprichado. Todas as opções eram sem glúten e veganas: caponatas incríveis da Tekka’s Gourmet, salada de frutas sem açúcar feita pela Fran e pães nutritivos da ALOHA Bem São (à base de mandioquinha; lembram aqueles famosos da Monama). De comer rezando, como se diz na minha terra.

E, claro, também estive lá pra falar um pouco sobre os perigos dos cosméticos convencionais e tirar muitas dúvidas. Foi ótimo saber que as pessoas de fato se preocupam com a saúde e estão aberta a mudanças. Já são muitos anos de total dedicação ao tema e muita pesquisa – já estava mais do que na hora de levar esse conhecimento pra outro patamar, né?

Falamos de muitas marcas bacanas, como Ikove, Bioart, Pria, Cheiro Vivo, Fefa Pimenta, Alquimia by Paula Franco, Weleda, Cativa, Cheiro Vivo e até da box Sublime Rituais.

Foi difícil demais driblar a timidez, mas o esforço valeu super a pena. :)

IMG_2406

Matraqueando

Toda a turma saiu de lá com um brinde pra poder experimentar e se apaixonar por cosméticos naturais, essa foi uma das partes mais bacanas do Workshop. Mais importante do que falar sobre marcas e produtos, é mostrar que eles são bons, que podem e substituem tranquilamente todos os produtos nocivos que conhecemos.

Alguns cliques das sortudas:

IMG_2426

IMG_2433

Vai parecer uma coisa meio Oscar (hahaha), mas gostaria de agradecer a todos que tornaram esse sonho possível. Aos parceiros que apoiaram o projeto: Fefa Pimenta, Cheiro Vivo, Ikove, Weleda, Pria, Sublime, Bioart, Alquimia by Paula Franco, Beleza em Cores, salão de beleza natural A Naturalista. A Clínica HT Pilates, que ofereceu o espaço e também aos queridos da Tekka’s Gourmet e ALOHA pelos quitutes gostosíssimos.

Ao meu querido amigo Danilo Gabriel pelas fotos do evento, ao meu namorado que aguentou uma rotina dura de preparação e muitas inseguranças e, claro, à Francine. Sem palavras pra dizer o quanto foi incrível essa nossa parceria, toda sintonia do nosso trabalho e também por fazer o Workshop ser mais do que útil, mas também tocante e transformador.

IMG_2441

Eu horrívi e uma parte das lindas que participaram <3

Pera, ainda não acabou! Um beijo especial e grato a todas as queridas que participaram do evento e acreditaram no nosso trabalho. A quem não foi, um beijo também, pois sem o apoio diário de vocês nada disso teria chegado perto de acontecer. :’)

Confiram a galeria pra ver um pouco mais do que rolou:

Espero vocês na próxima, hein?

Xampu de Raiz Forte e Condicionador de Castanha da Ewé

Publicado em

12047726_878189462259081_746020691_n

Quanta coisa legal de fora do Sudeste tenho conhecido nos últimos tempos! Uma delas é a Ewé, marca de produtos artesanais de Salvador idealizada pela querida Mona Soares. O grande diferencial da Ewé é que os produtos são, em grande parte, pensados pra quem é cacheada. Claro que isso não significa que eles não possam ser usados por quem tem cabelos lisos, somente que as texturas e os resultados ajudam principalmente quem tem cabelo crespo, além de serem indicados pra quem faz low/no poo.

De acordo com a descrição da marca, o Xampu de Raiz Forte é indicado pra desordens capilares como queda, caspa e seborréia. Contém extratos de mutamba, juá, pimenta malagueta e jaborandi, que previnem e tratam a queda dos fios, além da alantoína vegetal, um suave esfoliante que remove as células mortas. Os óleos essenciais de ylang ylang e alecrim agem estimulando o crescimento saudável dos fios.

O produto tem um aroma herbáceo agradável, textura levemente aquosa, faz uma espuma média e garante limpeza suave (reaplico e deixo agir por alguns minutos quando quero reforço). Como promete, o uso contínuo ajudou a diminuir a queda de cabelo e sinto meu couro cabeludo mais saudável, além de fios mais bonitos. Mas o ponto que mais me chamou a atenção é que, no enxague, eu sinto o cabelo “soltando” e sendo hidratado. É o primeiro e único shampoo natural e artesanal que me proporciona esse efeito condicionante. Passada!

Já o Condicionador de Castanha, o site diz que ele possui uma grande quantidade de ingredientes e extratos naturais, óleos orgânicos, proteína do trigo e umectantes naturais. Também se destaca o uso do óleo de Castanha do Pará, um excelente condicionador, doador de brilho e nutrição pra cabelos secos, danificados, quimicamente tratados e tingidos. Vale mencionar que ele também ajuda a escurecer os fios!

A textura do produto é levinha, mas o efeito condicionante dele não deixou a desejar. Por conta do óleo de castanha do pará, achei que meus fios finos iam ficar um pouco pesados, o que felizmente não aconteceu. O cheiro não me agradou tanto, mas é leve e não chega a incomodar. Apesar de ser um produto artesanal (é muito difícil achar condicionador artesanal natural bacana), achei que ele deixou meu cabelo bacana. Pra quem quer uma hidratação maior, sugiro complementá-lo com o uso de algumas marcas que a própria marca vende.

Todos os produtos Ewé que pude testar, gostei demais! Principalmente do Xampu de Raiz Forte, que já virou um dos meus preferidos. A única coisa que eu mudaria é o material dos rótulos, que acabaram se desfazendo com a água. De qualquer forma, é uma pena que a produção artesanal limite a quantidade produzida e que Salvador seja tão longe de mim, se não eu compraria sempre fácil!

Você pode encontrar Ewé na lojinha virtual da marca. Pra quem segue no Facebook, a marca às vezes aparece em eventos pra que as clientes possam comprar pessoalmente. Esses eu recebi de cortesia da querida Mona!

Decidi parar de tomar anticoncepcional

Publicado em

Há pouco mais de um ano decidi começar a tomar anticoncepcional por uma série de razões. Por ter uma relação estável, por não desejar ter filhos agora e não gostar do sensorial da camisinha. Porque tinha medo e talvez um pouco de má vontade de procurar e testar outros métodos contraceptivos, como DIU e anéis vaginais. Porque o remédio foi recomendado por minha médica como uma opção pra diminuir a acne, que eu tanto detestava.

Eu sabia que o anticoncepcional não era a melhor opção pra mim. Mas quem disse que eu tive oportunidade de ser informada, ao longo da minha vida, das alternativas que eu tinha? Quem disse que as faculdades de medicina formam profissionais aptos a conscientizar mulheres como eu sobre os riscos que elas correm ao usar pílula? Ou indicar o que é melhor pra elas, caso a caso?

Eu não podia dizer que não sabia dos riscos que o anticoncepcional podia oferecer – sim, eu sabia que poderia me causar trombose, AVC e outros problemas, mas isso eu soube fora do consultório. Quem disse que, mesmo quando soube disso, eu conseguiria enfrentar de novo o olhar condenador das pessoas pra minha pele imperfeita? E mesmo tendo um parceiro compreensivo e que me dava total suporte, não era minimamente fácil desconstruir a ideia machista de que o ônus da contracepção deveria ser só meu.

Eu aceitei inchaço, celulites, dores nas pernas e a possibilidade de sofrer com doenças graves e até falecer por um rosto perfeito, por má vontade de testar outros métodos e porque se eu ou meu parceiro falhássemos, a gravidez seria uma punição, já que o Estado e a sociedade cerceiam a minha autonomia sobre o meu corpo. Levou um tempo, mas eu finalmente percebi isso.

Parar de tomar anticoncepcional é um desafio que nem todas as mulheres estão dispostas a enfrentar. Não é uma decisão fácil, eu sei bem, mas é por isso que nos próximos meses me dedicarei a contar sobre como será a minha experiência e também ajudar com dicas práticas pra tornar o processo e a vida sem pílula mais fácil pra mim e pra outras mulheres.

Preparadas? Acompanhem a tag #VidaSemPilula!

Foto: Philippe Huguen/Getty Images 

Faça você mesma: desodorante natural caseiro

Publicado em

all-natural-deodorant-homemade-recipe

Apesar de vistos como inocentes produtos de higiene diária, os desodorantes convencionais podem conter químicas como cloridrato de alumínio, parabenos e fragrâncias artificiais, associadas tanto a males simples como alergias e irritações, quanto a problemas bem mais sérios – câncer de mama, por exemplo.

Já existem desodorantes naturais industrializados, como os de marcas como Alva, Cativa Natureza e Crystal, mas os feitos em casa podem ser uma alternativa mais econômica e tão eficaz quanto!

Dá uma olhadinha na receita:

  • 1 recipiente roll-on ou spray pequeno
  • 1 colher de sopa (15ml) de gel de aloe vera/babosa de boa qualidade (marcas indicadas: Phytoterápica e Livealoe)
  • 1 colher de café (4ml) de hidrolato de rosa, lavanda ou tea tree (marcas indicadas: Herbia e Arte dos Aromas)
  • 1/2 colher de café (2ml) de óleo vegetal prensado a frio (óleo de coco é uma excelente opção)
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio alimentar
  • 12 gotas de óleo essencial de tea tree ou lavanda (é possível misturar os dois também, assim como escolher outro óleo essencial de sua preferência)

É possível fazer uma versão cremosa utilizando manteigas vegetais no lugar do óleo. Aí, ao invés de borrifar, você aplica como um creminho nas axilas.

Ingredientes como aloe vera, óleo e hidrolato são excelentes pra hidratar a região, além de auxiliarem no combate às bactérias e diminuírem manchas por ressecamento. O bicarbonato de sódio e os óleos essenciais atuam inibindo o crescimento de micro-organismos que causam o odor, sem obstruir os poros ou interferir nos mecanismos naturais do corpo.

Gostou? Conhece outras receitas? Conta aí!

A receita deste post foi publicada originalmente no grupo Cosméticos Orgânicos e Naturais no Facebook