PARABENOS_PERIGO

Parabenos fazem mal para a saúde mesmo?

Há anos, esses conservantes sintéticos são alvo de críticas. Fui atrás para saber se existem mesmo motivos para nós nos preocuparmos com eles

Utilizados para evitar que os cosméticos estraguem devido à ação de micro-organismos, os conservantes estão presentes na maioria dos produtos de beleza que conhecemos. Apesar de útil para preservar a fórmula, o uso de ingredientes como os parabenos, uma classe de
substâncias químicas muito usada para esse fim, é alvo de polêmicas.

Philippa Darbre, cientista da Universidade de Reading, na Inglaterra, é referência por estudos que associam os parabenos a doenças como o câncer. Segundo Darbre, esses ingredientes são capazes de “imitar” a ação do hormônio estrogênio no organismo, o que pode estimular o crescimento anormal das células e contribuir para a formação de tumores.

Em seu estudo, ela e a equipe coletaram tecidos dos seios de mulheres que haviam passado por procedimentos de retirada total ou parcial da mama devido ao câncer. Os resultados surpreenderam: 99% das amostras continham ao menos um tipo de parabeno, indicando que eles podem penetrar na pele.

O estudo não concluiu que esses conservantes causam câncer, mas Philippa acredita ser necessária uma investigação mais aprofundada sobre eles.

Uma pesquisa conduzida pelo Laboratório de Saúde Pública de Tóquio em 2002 aponta que o propilparabeno, um tipo de parabeno, pode afetar negativamente a fertilidade de mamíferos.

Em defesa dos parabenos, informações na internet difundem que esses conservantes estão presentes naturalmente em alimentos como cenoura e mirtilo. O Grupo de Trabalho Ambiental (EWG), organização pioneira na pesquisa de ingredientes perigosos, afirma que as referências científicas para essa informação são inconsistentes.

Parabenos podem ser encontrados raramente na natureza, mas é enganoso dizer que eles estão presentes em frutas e vegetais. Enquanto isso, as evidências científicas reforçam as preocupações em relação a esses conservantes.

O alumínio nos desodorantes

Dra. Darbre também descobriu que outras químicas têm o potencial de desequilibrar os hormônios. Estudos publicados em 2007 e 2005 apontam que ingredientes derivados do alumínio, usados em desodorantes, também podem interferir nos níveis de estrogênio e facilitar a formação de tumores.

Como os parabenos, o alumínio pode penetrar na pele e se depositar em tecidos, principalmente quando ela está vulnerável após a depilação.

Leia mais sobre os malefícios de ingredientes encontrados nos cosméticos no livro digital “Beleza Tóxica – saiba o que está por trás do seu cosmético”. Download gratuito

6 comentários sobre “Parabenos fazem mal para a saúde mesmo?

  1. Ótimo post. Eu praticamente zerei o número de produtos que eu uso que possui parabenos, permanece alguns que irei usar até o final. Quanto ao alumínio presente nos desodorantes, eu tenho uma enorme dúvida, mas referente a uma alternativa muito utilizada o desodorante Crystal, que tem como base o Alúmen de potássio, ele também seria prejudicial? Pois eu mudei para ele, porém não quero ter mudado para outra coisa prejudicial também. Bjs

    1. Então, Camila, essa questão é muito polêmica. Eu confesso que ainda não consegui me posicionar sobre isso, sinceramente. :/ Já li textos que diziam que havia problemas, outros que não, então fiquei bem confusa!

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s