Sabonete com esponja natural Cativa SPA da Cativa Natureza

100_3028

E a odisseia de testar sabonetes em barra para a minha pele de caatinga continua: hoje venho falar do Sabonete com esponja natural Cativa SPA da Cativa Natureza. Segundo a marca, ele é elaborado com o rico óleo vegetal de babaçú (propriedade hidratante), extrato de própolis e neem, óleos essenciais de alecrim, sálvia, cravo e ylang ylang, auxiliando na ação bactericida e anti-inflamatória. Promete eliminar células mortas, ativar a circulação, combater a celulite e hidratar ao mesmo tempo. É asséptico, antialérgico e indicado para todos os tipos de peles.

Como já é de se esperar de produtos naturais e rico em ativos vegetais hidratantes, a consistência do sabonete é macia, não racha. Eu cortei o meu ao meio para usar (como geralmente faço com todos os sabonetes 100% naturais que uso), mas no caso desse, especificamente, fazer isso não foi um bom negócio porque o rendimento dele é um pouco menor.

100_3036

Um dos motivos pelos quais ele não rende muito (pelo menos foi o que eu achei e uma outra leitora) é justamente uma das maiores qualidades dele, que é ser bem hidratante – ele “desmancha” com facilidade e com isso vai acabando mais rápido. Eu, sinceramente, prefiro um sabonete que acaba mais rápido, mas é hidratante que um sabonete que dura horrores, porém deixa a desejar na emoliência.

A espuma dele é média, cremosa e a limpeza é eficaz, inclusive notei as propriedades antissépticas dele principalmente nas axilas.  Claro que ele não é daqueles produtos de limpeza profunda, mas para as necessidades da minha pele seca do corpo, ele limpou eficazmente. A fragrância é feminina, me remete a cheiro de mel, mas não é muito forte e fica sutilmente na pele cerca de 2 -3 horas na pele após o banho.

100_3039
Sabonete cortado ao meio

O diferencial dele em relação à maioria dos sabonetes é o fato dele ter uma esponja vegetal embutida dentro dele – algo muito interessante, diga-se. Só que achei que a esponja machucou um pouco a minha pele, que é bem sensível, então eu prefiro não usar – o que eu faço é esfregá-lo em outra bucha vegetal para aproveitar só a espuma, ou esfregá-lo nas mãos para então passá-las no corpo. Acho que quem tem pele mais resistente pode aproveitar melhor essa bucha.

No geral, achei um excelente sabonete para as necessidades da minha pele seca, mas não pretendo continuar usando porque infelizmente não é vegan. No entanto, se você não tem problema com isso e apenas está procurando um produto cruelty-free, hidratante e com ingredientes puros, ele é uma boa opção.

Você pode encontrá-lo na loja virtual da Cativa ou nas lojas físicas da marca (agora tem aqui no Sudeste!). Esse eu recebi para testar.

– O produto em questão foi resenhado com base em minha opinião sincera e despretensiosa. A análise reflete o desempenho do mesmo em minha pele/cabelos, bem como no clima do local onde vivo (Cruzeiro – SP, tropical de altitude), portanto o resultado dele pode não ser o mesmo caso você more em local diferente, tenha outro tipo de pele/cabelo, etc.

– O(s) cosmético(s) citado(s) pode(m) conter ingredientes (óleos essenciais, extratos de plantas) que, embora naturais, não são indicados para crianças, mulheres grávidas ou em período de amamentação. Consulte profissionais naturopatas/naturólogos caso queira usá-lo(s).

9 comentários sobre “Sabonete com esponja natural Cativa SPA da Cativa Natureza

    1. A maioria dos sabonetes naturais que usei rendiam bastante e usar uma parte de cada vez garante maior prazo de validade ao produto, você usa até acabar as duas partes. É mais fácil conservar um sabonete seco, sem uso, fechado do que conservar um sabonete no banheiro, molhado, com uso constante e tal. Mas é opcional mesmo 😀

  1. Oi Nyle, sou leitora assídua do blog!Isso não tem muito a ver com esse post, mas sei que você está caminhando para o veganismo e aprecia muito os animais e o bem-estar deles. Então gostaria de fazer uma pergunta um tanto quanto estranha e curiosa: como vc lida com animais e insetos considerados pragas/parasitas? (rato de esgoto, barata, pulgas, etc). Recentemente, um rato entrou na minha casa e consegui captura-lo mas não sabia o que fazer com ele, e logo pensei ”é um animal que sente dor igual a mim” e não consegui mata-lo e o libertei. O que vc faz diante de uma situação dessa? Desculpa pela pergunta estranha, mas como esse blog é um dos poucos que conheço voltados para o vegetarianismo/veganismo e vc mantém contato direto com os leitores, resolvi perguntar! Obrigada.

    Um beijo.

    1. Izabel, é uma pergunta bem legal e pertinente. Eu não mato esses animais, se eu vejo barata por aqui eu vou empurrando com a vassoura até ela ir pra rua, o mesmo acontece com eventuais sapos, grilos, etc hahaha pego com um papel higienico e jogo pra fora de casa. Pra evitar aranhas basta manter a casa bem limpa sempre, aí elas não vem, e se vir é só pegar com papel, empurrar com a vassoura, essas coisas. beijoss

  2. Que coisa inteligente, colocar uma esponja vegetal “embutida”. Eu sinceramente não sinto muita diferença em relação à sabonetes corporais, talvez seja porque minha pele do corpo é mais pra normal.
    Ah, e Nyle, o que voce costuma usar pra hidratar os labios?

    1. Sim, achei um diferencial bem legal. E sorte sua ter a pele do corpo normal, eu ralo com a minha pele seca hahaha ah, eu estou usando um lipbalm da madre bees de baunilha que comprei no iherb há bastante tempo! beijoss

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s