Como saber se os ingredientes de um cosmético fazem mal?

??????????????????????????????????????????
Milhares de substâncias tóxicas podem estar em contato com o seu corpo diariamente. Você as conhece? (Foto: Reprodução)

Recebo infinitas perguntas sobre esse tema e então decidi fazer o post para ajudar quem está começando a comprar cosméticos mais naturais e não tem tanta experiência para identificar se a é fórmula “nociva” ou não. Acho que pode ser útil!

Experiência e boas fontes

Como eu já contei nesse post aqui, no começo é difícil você conseguir identificar todas as possíveis químicas nocivas de um cosmético só de bater o olho na fórmula. Quando eu era novata nesse meio, pesquisa incansavelmente e de tanto procurar, me informar e praticar, acabei acostumando/decorando. Hoje eu bato o olho e já sei se “presta” ou não, mas para chegar nesse nível levei cerca de 1 ano, não foi da noite para o dia.

No blog eu já fiz inúmeros posts que contêm as químicas polêmicas e nocivas mais comuns nos cosméticos: esse (“dicionário” de substâncias que você deve evitar – parte 1), esse (“dicionário” de substâncias que você deve evitar -parte 2), esse (conservantes que são tão prejudiciais quanto os famosos parabenos) e esse (substâncias nocivas encontradas nos desodorantes convencionais).

Sempre que você estiver em dúvida, dê uma lida nessas postagens, pode te ajudar bastante! Se você não encontrar aqui no blog informações sobre a substância que você procura, vá no Google e digite o nome da substância em inglês (tal qual está escrita na fórmula do cosmético) seguido de Truth in Aging (por exemplo: phenoxyetanol truth in aging). Provavelmente você vai achar algum artigo do site Truth in Aging (excelente sobre o assunto) que fala dos perigos acerca da substância que você está procurando (caso ela seja nociva). Ele é confiável e me ajudou muito a saber grande parte do que eu sei hoje.

Entenda os selos de cosméticos orgânicos/naturais

Entender o que significa os selos das certificadoras de produtos orgânicos/naturais é imprescindível! Já falei sobre isso aqui. 

Escolha boas marcas

Hoje em  dia eu nem fico mais pesquisando fórmula de produto porque quase sempre eu compro de marcas que eu sei que posso confiar. São empresas que trabalham com produtos verdadeiramente naturais e orgânicos e não usam substâncias nocivas à saúde. Claro, pode haver uma ou outra substância polêmica (e, mesmo assim, não é das MAIS polêmicas), mas nociva não.

Quando eu digo substância “polêmica” me refiro a uma substância que divide opiniões acerca da sua inocuidade, ou seja, não dá para ter certeza absoluta que é nociva, e nem que é totalmente segura. Já substância nociva é aquela que já é provado que faz mal, apenas um grupo irrelevante de cientistas (geralmente parciais) defendem seu uso contra uma maioria esmagadora que são contra (exemplo: formol, que já é sabido que é cancerígeno).

Nesse post aqui eu citei as marcas de cosméticos naturais/orgânicos mais confiáveis em termos de fórmula de produto. São marcas que eu confio e uso, e outras blogueiras do ramo também aprovam.

Recorra ao EWG

O EWG é uma organização que atua desde 1992 no ramo de pesquisa sobre substâncias químicas nocivas, agrotóxicos, dentre outros. A organização criou um banco de dados que se chama EWG Skin Deep Cosmetics Database, no qual os consumidores, dentre outras coisas, podem digitar o nome de uma determinada substância e saber informações sobre ela: o que é, qual a origem, em quais produtos ela costuma a ser encontrada, quais são os riscos relativos a ela (ou seja, se ela é nociva ou não, etc).

Como usar o Skin Deep Database

A Heglaé do Mocinha Kawaii já fez um post sobre isso (aqui) e a Yumi do Projeto Beleza Saudável também (veja aqui). Elas ensinam como você pode usar o Database, como criar uma conta, como criar um relatório (você pode mandar uma fórmula para o site analisar e dar uma nota de 0 a 10. 0 significa que o produto não oferece risco nenhum, e à medida que a nota vai subindo, significa que aquele produto possui componentes potencialmente nocivos à sua saúde).

 Algumas dicas extras para mexer no Skin Deep Database

O Database é, de fato, uma mão na roda para quem não tem muita experiência para analisar fórmulas. Só que ele tem umas “falhas” que podem dar uma nota que não é tão justa para o produto. Por exemplo, a substância “parfum”(perfume)/”fragrance” (fragrância) de origem sintética tem nota alta no site, ou seja, é tida como uma substância nociva.

Alguns produtos naturais contém “parfum”/”fragrance”, só que de origem totalmente natural, geralmente óleos essenciais (que não são nocivos).  No entanto, o Database considera como se essa fragrância fosse sintética, não natural (mesmo se você selecionar a opção “natural”, indicando que o ativo não é sintético). Por conta disso o cosmético pode ficar com uma nota alta injustamente, digamos.

Então, se você souber que a fragrância daquele produto é de origem natural, na hora de criar seu relatório no Skin Deep, apague o “Parfum”/”Fragrance” para evitar problemas.

O EWG é bom, mas você não pode depender dele!

Sim, o Database é excelente e ajuda bastante, mas não é bacana ficar muito dependente dele. Em muitas situações você vai estar na loja, longe do seu computador, sem nenhuma fonte de consulta, e aí? Ter o conhecimento em sua cabeça faz toda diferença, evita que você leve para casa um produto que te faz mal.

Tente ao máximo “educar o seu olho” para detectar componentes polêmicos e nocivos em uma fórmula. No início, claro, você vai precisar fazer algumas consultas, mas com o tempo e prática você vai simplesmente decorando! Quando se der conta vai poder identificar tudo sem ajuda de ninguém e isso vai ser excelente para você, acredite.

Digo isso porque no ano passado o Database do EWG entrou em manutenção e ficou fora do ar por meses. Eu fiquei completamente desesperada e percebi que eu não podia depender só disso e deveria buscar conhecimento, e não esperar tudo mastigado. Foi a melhor coisa que fiz!

————————————————————-

Bom, acho que agora já dá para aprofundar seus conhecimentos e em breve você estará tão ‘experiente’ quanto eu (embora eu ainda tenha muito o que aprender!). Boa sorte!

27 comentários sobre “Como saber se os ingredientes de um cosmético fazem mal?

  1. Nossa, momento perfeito pra esse post, Nyle, meus produtos pro rosto estão acabando e eu tava mesmo pensando em comprar novos, mas nem tinha passado na minha cabeça sobre composição e origem dos produtos (coisa de vegana caloura,rs).Vou procurar algumas marcas das que você indicou (adorei os produtos da Cativa Natureza) e acho que vou tentar fazer uns caseiros, já achei receita de desodorante, shampoo, condicionador e hidratantes, espero que dê certo.

      1. 3 Boas opções:

        Anticelulite (sabonete 1)

        Material
        150 g de glicerina leitosa ou transparente
        1/2 colher (sopa) de argila verde
        4 ml de extrato glicólico de hera
        4 ml de extrato glicólico de centella asiática
        4 ml de essência de algas
        Corante verde à base de água a gosto
        Álcool de cereais
        Fôrma de silicone texturizada

        Como usar
        A cada banho, faça movimentos circulares com o sabonete na região afetada.

        Gasto: R$ 2
        Venda: R$ 6

        Clareador de manchas (sabonete 2)

        Material
        100 g de glicerina leitosa
        3 ml de extrato glicólico de pepino
        3 ml de essência de maçã-verde
        Corante verde à base de água a gosto
        Fôrma redonda de PVC
        Álcool de cereal

        Como usar
        Todos os dias, no banho, lave a área afetada com o sabonete clareador de manchas.

        Gasto: R$ 1
        Venda: R$ 3

        Antiacne (sabonete 3)

        Material
        100 g de glicerina transparente
        1 colher (sopa) de calêndula desidratada
        3 ml de extrato glicólico de calêndula
        3 ml de essência de calêndula
        Fôrma quadrada de PVC

        Como usar
        Lave o rosto com o produto em água corrente três vezes ao dia (manhã, tarde e noite).

        Gasto: R$ 1,50
        Venda: R$ 4

        Modo de fazer
        Para estes três sabonetes, a fórmula é a mesma. Ponha a glicerina picada num recipiente plástico. Coloque em banho-maria ou leve ao micro-ondas por períodos de 15 segundos até ficar líquida. Adicione os ingredientes um a um (menos o álcool) e misture. Despeje na fôrma, borrife álcool, deixe secar e desenforme.

      2. Oi Nyle! Eu sempre tenho alergia com várias maquiagens, e acredito que tentar produtos caseiros que não são testados, só me traria mais problema. Qual é a sua opinião?
        OBS: Acessem meu blog! E deixe o seu nos comentários para eu acessar também.

      3. Depende de qual ingrediente que você usará, sabe? Se você souber o que te causa alergia, aí você evita. Mas as chances de você ter alergia usando apenas ingredientes naturais é menor, acredito eu. Vale o teste 🙂

  2. Ótimo post! =)
    De utilidade pública… vira e mexe venho aqui consultar seu blog! hehe

    Gostaria de deixar uma sugestão… sobre alisamento definitivo! Sei que formol nem pensar, mas quais alternativas existem?
    Há níveis seguros para recebermos os produtos do alisamento? Pesquisando, li que os médicos recomendam evitar qualquer método nos primeiros meses de gravidez… daí eu pensei, se não pode enquanto está grávida, então não faz bem pra mulher também, mesmo quando ela não estiver esperando bebê, certo?
    Sei lá, queria uma opinião de quem pensa em se livrar das químicas maléficas, deixei de acreditar em médicos faz um tempo, pois quase todos são tolerantes a alimentos industrializados, cosméticos convencionais, etc…

    Obrigada e Beijos!

    1. Então, no grupo de discussão no facebook já falamos sobre isso e chegamos à conclusão que o melhor método de alisamento é não alisar! Todas as alternativas ao formol, mesmo as marcas que prometem uma coisa mais “verde”, usam químicas nocivas. Eu não recomendaria nenhum alisamento, de coração. Todos eles, em maior ou menos escala, fazem mal. Mas aí fica a seu critério mesmo! beijoss

  3. Pra mim o mais fácil, por enquanto, é comprar só marcas confiáveis.Eu seeempre esqueço os nomes dos ingredientes ruins ): claro que é hábito né,eu tenho que pesquisar,entender,e só então eu vou gravar.
    Mas as dicas foras muito boas ^^

  4. Achei muito legais seus posts, Nyle! Não conhecia o blog, achei-o totalmente por acaso qdo estava pesquisando sobre a Sal da Terra…

    Mas o problema com essa coisa das químicas nocivas, é que a gente não sabe até que ponto os grandes órgãos de imprensa também não estão divulgando as coisas apressadamente demais e com pouco critério. Fiquei pensando nessa coisa do sodium benzoate, e em uma discussão que vi num fórum sobre ciência… a pesquisa do Peter Piper sugeria que estudos mais aprofundados fossem feitos, e essa é a defesa dele, porque os testes que ele fez foram feitos em leveduras, e ele mesmo conclui o estudo dizendo que é inconclusivo e sugere como poderia ser a condução de novos estudos (estou tirando tudo isso do abstract da tese dele e desse forum de discussão, o thescienceforum, dá pra ver procurando por “Yeast superoxide dismutase mutants reveal a pro-oxidant action of weak organic acid food preservatives”. Pedi acesso ao texto completo usando o login da minha universidade em um sistema que disponibiliza teses, vou ver se ele é liberado). Daí vem um NY Times da vida e já afirma que o negócio está matando nosso DNA. Sem falar que ele fala de possíveis danos dessa substância às células intestinais e pelo consumo, não fala nada sobre a absorção dela pelas células da pele, nem sobre como ele reagiria nessas células. Não estou dizendo de maneira nenhuma que devemos achar que tudo está lindo e seguro, mas com o tanto que já vi de divulgação problemática por esses grandes jornais (resultados de pesquisas que ficam um tanto quanto distorcidos, e nem acho q seja pq eles querem criar caso, mas simplesmente porque o jornalista claramente não tinha o menor background sobre o assunto que ele estava cobrindo) defendo sempre q possível buscar a fonte original, mesmo que seja uma pedreira pra ler (como estou achando q essa pesquisa vai ser se eu recebê-la). Mas talvez isso tbm seja paranóia minha, hahaha. Por via das dúvidas acaba sendo melhor evitar, principalmente quando tem um “possívelmente cancerígeno” no meio…
    Enfim, achei muito legal essa lista de substâncias, e fiquei super perplexa ao saber que o meu PANTENE (que eu achava que era tipo o mal encarnado num cosmético) não tinha nada muito nocivo além de possíveis alergênicos (mesmo assim pretendo não comprá-lo mais por causa dos testes em animais), e coisas que eu já adotei como quase essenciais e que não achava nunca que podiam ter alguma coisa (como o meu talco cremoso Gramado e meu sabonete anti-acne que já uso há uns 3 anos) estão cheio de coisas do mal como parabenos e phenoxyetanol =(

    Enfim, desculpe pelo comentário enorme. Um beijo grande!

    1. Aliás, não só a fonte original, mas acho q principalmente fontes científicas acabam sendo as melhores na minha opinião… com um pouco de trabalho dá pra achar sites que fazem divulgação científica com menos “cientifiquês” mas com mais apuração tbm (aliás, achei o http://www.cancer.org que já dá uma ajuda!)

    2. Thayná, de fato algumas pesquisas seguem sem nenhuma verdade absoluta, por isso sempre tento não usar palavras que deem certeza como ‘faz mal’, a menos que eu tenha certeza absoluta e já tinha lido dados confiáveis o suficiente pra confirmar isso. De qualquer forma, acho que se já há alguma desconfiança acerca do composto, eu evito. É o que penso! beijoss

    1. Caroline, nunca vi artigos sobre malefícios do óxido de zinco. Por tudo que eu já vi, até o presente momento ele é inofensivo, só pode apresentar algum problema se você inalá-lo (no caso dos produtos em pó), então é sempre bom evitar. beijos

  5. Ola Nyle. Parabéns muito bons os posts!

    Queria que você me dissesse se aprova uma marca que conheci atraves de uma amiga que tras os ativos no rótulo e mais umas informaçõezinhas.Tipo:

    Bases biocompatíveis e 0%Óleo mineral | Parabenos | DMDM Hidantoin | Propilenoglicol | Imidazolidinil Urea | Parafina | Fragrância | Corante

    A Marca é Buona Vita
    Se puder me auxiliar agradeço

    Grata pela atenção. Beijinhos

    1. Eu não acho confiável essa marca não pela composição, tem vários ingredientes nocivos. Essa fórmula, por exemplo, é um desastre :/ corante, fragrância sintética, parabenos, só coisas ruins pra saúde.

      1. Desculpa Nyle, mas esse comentário está completamente errado, a empresa a qual se refere preza pela segurança dos profissionais e pelo uso de substâncias que não causem danos à pele e nem ao meio ambiente, todos os produtos passam por testes de segurança e não são realizados em animais. Além disso já recebeu o prêmio Casem de Gestão Sustentável e o Prêmio Internacional de Sustentabilidade Socioambiental do Instituto Chico Mendes. O 0% indicado no rótulo significa livre de.
        A ideia de passar informações ao público através de um blog é excelente, desde que as informações sejam corretas e de fontes confiáveis, não podemos julgar um produto simplesmente por um eu acho que, pois muitas pessoas confiam no que outras falam e não se dão o trabalho e a inteligência de procurar outras informações e respostas para suas dúvidas.

      2. Fico muito feliz que goste e esteja aproveitando ❤ bom, isso é complicado mesmo, por isso opto por marcas bem naturais, porque unem as duas coisas: nao sao nocivas e nao afetam os animais. beijos

  6. ola pode passar o link do grupo do face???Achei maravilhoso seu site ,acho que deveria ser mais divulgado esses ingredientes nocivos

  7. Lendo seu blog, to achando melhor viver como os índios rsrsrs .. a indústria só quer nos ferrar mesmo! Dá o bem com uma mão, e o dobro de mal com a outra.

  8. Olá Nyle Tenho acompanhado seu blog já algum tempo, contudo ainda não participei. Bem, me veio uma questão em mente que nada tem a ver com o tópico em questão, porem como voce está mais proxima do assunto gostaria de questiona la. O que voce já viu sobre o uso do dioxido de titanio para deixar os sabões brancos?

    Paulo

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s