Óleos vegetais puros e seus usos

CoconutOil.Istock

Muita gente me pergunta qual é a “utilidade cosmética” dos óleos vegetais puros e confesso que eu até me perco, são muitas! Basicamente,  os óleos vegetais podem ser usados para/como: fazer massagem, pré-shampoo, hidratante facial/corporal, preparação da pele antes da descoloração, leave-in. Claro que há muitos outros usos, mas os principais são esses.

Para começar, os óleos vegetais são bacanas para fazer massagem porque permitem que a mão deslize melhor e ao mesmo tempo hidratam a pele (mais que o óleo mineral). Nesse sentido, óleos com texturas um pouco mais grossinhas e absorção média (não tão rápida) são ideais: óleo de amêndoas, por exemplo.

Como pré-shampoo/umectação, os óleos vegetais podem ser usados de 1 a 2 vezes por semana. Você aplica uma quantidade razoável de óleo no comprimento do fio (meio e ponta), deixa agir por pelo menos uma hora (eu deixo umas 2 horas, tem gente que deixa de um dia para o outro – passa antes de dormir e depois lava o cabelo ao acordar), depois lava o cabelo normalmente, com shampoo e condicionador.

Existem vários óleos que podem ser usados como pré-shampoo: o de castanha do pará (cabelos bem danificados), de côco (cabelos bem danificados), abacate (cabelos bem danificados), jojoba (cabelos secos), amêndoas (cabelos secos), buriti (cabelos secos), argan (cabelos secos). Se você tem cabelos oleosos e quer tentar, opte pelo óleo de semente de uva ou argan (puros) – que têm textura leve – só nas pontas.

Para quem é adepta da descoloração dos pelos do corpo, os óleos vegetais puros servem para proteger a pele das químicas pavorosas dos descolorantes (ou seja, você aplica o óleo na pele antes do descolorante). Principalmente se forem óleos densos como o de abacate e coco (com absorção lenta), eles formam uma barreira na pele e ajudam a diminuir a coceira e o desconforto.

Para uso facial, é importante lembrar da comedogenicidade de cada um (já falei aqui e aqui), ou seja, a capacidade de obstruir os poros: opte por óleos de comedogenicidade baixa se você tem pele mista ou oleosa. Você pode usar o óleo na face 1 vez por dia, antes de dormir por exemplo. Ou você pode usar quando achar que sua pele está precisando, é uma opção.

No quesito óleos vegetais para leave-in (ou seja, usar no cabelo úmido após a lavagem), o de argan é excelente, mas não é o único. A Yumi do Projeto Beleza Saudável tem fios grossos e adora usar óleo de coco + argan, e dá certo para ela. O meu já é fino, seco nas pontas e pesa muito fácil, portanto óleos mais leves como o argan e semente de uva dão mais certo. Não que outros não possam dar, o de coco é excelente, mas a textura dele é um pouco mais densa e pode vir a pesar o fio.

É interessante dizer que óleos vegetais só são multiuso se forem PUROS ou no máximo com vitamina E (tocoferol, natural, e não o acetato de tocoferol – tocopheryl acetate, em inglês) para conservar. Nesse sentido, aqui no Brasil temos as marcas By Samia, Magia dos Aromas e Ikove (vendidas na Cativa, na Flor de Magnólia). Lá fora, temos a Acure Organics, a Now Foods e Aura Cacia (todas vendidas no iherb – veja aqui como comprar lá).

Por último, vale lembrar que alguns óleos vegetais podem vir com óleos essenciais, aí também não são tão multiusos assim, por isso é sempre bom se certificar se o óleo é puro mesmo e se não é, o que há nele. O que mais tem por aí são óleos vegetais que vem com parafina (em inglês: paraffin), óleo mineral (outros nomes: mineral oil, paraffinum liquidum), petrolato (petrolatum), etc. Não caia nessa, óleo vegetal bom é óleo vegetal puro!

Obs.: o óleo vegetal para uso externo é diferente do óleo vegetal comestível! Para uso cosmético, opte pelo óleo vegetal destinado a uso externo.

Anúncios

18 comentários sobre “Óleos vegetais puros e seus usos

  1. Oi Nyle
    Os óleos vegetais e essenciais da Bioessência, Belarome e Lazlo (a Sachi vende alguns deles) tb são confiáveis.

    1. Lucia, é que no caso eu falo mais sobre óleos puros. Os da Sachi são excelentes, mas tem óleos essenciais, aí já não são Multiuso. Os da Bioessência, Belarome e Lazlo não conheço, você tem algum pra me dizer a composição?

      1. Nyle, acho que me expliquei mal, quando falei na Sachi me referi aos óleos da aromaterapia provenientes da Lazlo que estão à venda no site e não dos óleos para o corpo que é um produto já composto. Atualmente , dos vegetais, tem abacate, coco e argan. Quanto aos outros que citei são opções nacionais para compra de óleos puros vegetais e essenciais com a mesma qualidade da By Samia.

      2. ah tá, desculpe, entendi errado! é que eu não conheço da bioessencia, já pude olhar os ingredientes de outros produtos deles e não achei tão confiáveis… aí como eu não tinha tanta certeza quanto à pureza dos óleos, preferi não citar. mas obrigada pela indicação, bem lembrado!! beijoss

  2. Só os hidratantes e bases prontas pra vc acrescer óleos essenciais são problemáticos da Bioessência , mas os óleos carreadores e Oes são de qualidade

    Mesma coisa da Samia, os produtos industrializados como, creme de massagem com OE, base neutra tem química e eu questionei isso na Bio Fair, já as sinergias de aromaterapia,óleos de massagem , oleos carreeadores e oes são de qualidade blaster exigente.

  3. Só pra variar…ótimo post!Beem esclarecedor!
    Quero mtoo comprar o de argan by samia pra mim.
    Se comprar, depois te conto oq achei!

    1. Oi Maiara, eu to pra receber esse Argan by Samia pra testar, to muito afim de usar, aí falo as minhas impressões sobre ele, e é bom que você fala também, aí temos várias opiniões sobre o mesmo produto, é sempre útil!! beijoss

  4. Olá!!! Comprei um óleo de semente de uva da Phytoterápica que na embalagem diz óleo vegetal 100% puro, você conhece???
    Obs: Encontrei seu site numa pesquisa por produtos naturais esta semana e estou gostando muito..quero ler tudo!!! Parabéns!!!

    1. A Phytoterápica é uma boa marca, ouço falar muito bem dela e várias pessoas que eu conheço já compraram de lá! E obrigada pela visita ❤

  5. Parabéns pelo post, mas quero acrescentar minha curiosidade.
    Se o óleo é puro, ou seja, 100% vegetal, por qual motivo ele não poderia ser comestível?
    Eu acho que se o óleo não puder ser consumível é preciso desconfiar, que talvez ele não seja tão puro assim.
    Eu faço uso dos óleos de linhaça, oliva e coco, todos consumíveis/comestíveis e confio muito mais, já que sei que eles possuem todos as propriedades necessárias para saúde dos cabelos.

    1. Luana, nem sempre é assim. É que às vezes o método de extração é diferente e no final das contas não é recomendável ingerir. Muitos óleos puros são multiuso, outros não, por conta disso mesmo. beijos

  6. Oi tudo bem?
    Adorei o post! Super informativo!
    Mas me diz uma coisa, eu vi em uma loja de produtos naturais óleo de cártamo, nele tava escrito: extra virgem, prensado a frio. Ele estava em uma embalagem parecida com a de oleo de oliva, ou seja era comestível, posso usar esse óleo no cabelo?
    Beijos!

  7. Oi Nyle,
    Tenho uma dúvida. Quando eu aplico óleo vegetal puro nos cabelos, para fazer umectação, meu shampoo simplesmente não limpa direito. O que eu faço?
    PSS.: Eu uso o shampoo de açaí da Ikove, e já tentei o método do bicarbonato de sódio.

    1. Sarah, quando se faz umectação com óleo fica meio difícil tirar com shampoo orgânico depois pois a limpeza é muito suave. Talvez você tenha que lavar o cabelo mais de uma vez, usar um shampoo mais potente (o de acerola da ikove, por exemplo) ou então combinar a lavagem com bicarbonato.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s