Conservantes tão prejudicais quanto os parabenos

Certamente você já deve ter ouvido falar dos parabenos, não? Caso não tenha, eles são conservantes sintéticos que estariam relacionados a distúrbios endócrinos e até câncer. A partir dessas descobertas, os parabenos foram demonizados pela indústria de cosméticos: sob forte pressão dos consumidores, marcas passaram a retira-los das formulações e a frase “paraben free” tornou-se quase obrigatória.

A retirada do parabeno de muitos produtos parece ter sido uma vitória, mas o que a indústria cosmética fez foi apenas retirar um tipo de conservante nocivo e acrescentar outros menos conhecidos no lugar. Se você olhar o rótulo de um cosmético “paraben free” certamente você encontrará o phenoxyethanol no meio, por exemplo.

O phenoxyethanol é um conservante que previne a formação de microorganismos e também costuma a ser usado em fragrâncias, como estabilizador. Segundo o EWG, na União Europeia o phenoxyethanol é classificado como um componente alergênico. Além disso, estudos apontam o phenoxyetanol como uma neurotoxina, ou seja, pode afetar o sistema nervoso a médio e longo prazo. Há alguns anos, um alerta da FDA também apontou efeitos neurológicos do phenoxyetanol.

Por mais que as quantidades de phenoxyethanol usadas em cosméticos sejam baixas (geralmente não ultrapassam 1%), é prudente destacar que seu corpo estará recebendo o ingrediente inúmeras vezes diariamente, visto que ele está quase onipresente na fórmula dos cosméticos atuais.

Outros ingredientes que também merecem atenção é o benzyl alcohol (álcool benzílico) e sodium benzoate (benzoato de sódio). O álcool benzílico pode causar alergia, ressecamento da pele e danos através dos radicais livres, lado a lado com o álcool etílico, metanol, álcool isopropílico e álcool SD, segundo o site Paula’s Choice.

De acordo com o site Truth in Aging, embora o sodium benzoate em si seja considerado um ingrediente relativamente seguro, ele é frequentemente encontrado nas fórmulas que também contêm vitamina C ou E, e essa combinação pode gerar o benzeno, que é cancerígeno.

Em maio de 2007, um professor de biologia molecular e biotecnologia da Universidade de Sheffield e especialista em envelhecimento chamado Peter Piper ligou os benzoatos a danos celulares. Segundo ele, o conservante causa um aumento da produção de radicais livres, relacionados a doenças graves e ao envelhecimento. Outra pesquisa feita por ele em 1999 apontou que os benzoatos podem atacar as mitocôndrias das células.

Além disso, não posso deixar de mencionar os perigosíssimos conservantes que podem conter ou liberar formol (que é cancerígeno) e causar alergias:  DMDM hydantoin (presente em shampoos e condicionadores, geralmente), Imidazolidinyl urea (presente em hidratantes e sombras, geralmente), Quaternium 15 (presente em sombra e base, geralmente) e Diazolidinyl urea (presente em hidratantes, shampoos e condicionadores, geralmente).

Para a nossa sorte, nem tudo está perdido, há alternativas menos nocivas. Óleos essenciais podem ser usados como conservantes (pois alguns têm capacidade fungicida e bactericida) e ingredientes como o sorbato de potássio (potassium sorbate) são menos piores. Além disso, ingredientes antioxidantes (como a vitamina E e C) ajudam a preservar a fórmula.

No geral, o alerta não vale só para pessoas que usam cosméticos que não sejam naturais/orgânicos, ele serve para pessoas que, assim como eu, também preferem esses últimos. Marcas brasileiras e estrangeiras que se dizem naturebas também usam phenoxyethanol e outros conservantes nocivos. Fique atenta!

Outra coisa que proponho é que mandem um email para a marca que você gosta (principalmente se ela for natural/orgânica) solicitando para que esses conservantes sejam retirados, caso ela use. Para facilitar, eu montei um “modelo” de email que, se você quiser, é só copiar, colar e enviar para a marca:

Antes de mais nada, gostaria de parabenizar a marca pelos produtos, dizer que tenho um grande apreço, e é justamente por isso que estou mandando este email. Gostaria de pedir que conservantes como phenoxyethanol, benzyl alcohol, sodium benzoate (dentre outros liberadores de formol como DMDM hydantoin, Imidazolidinyl urea, Quaternium 15 e Diazolidinyl urea) não fossem mais usados nas formulações (sei que alguns não são mais usados, mas serve para os que ainda são). Embora aprovados tanto pela Anvisa (e sendo usados em doses permitidas pela mesma) quanto por órgãos estrangeiros como a FDA, estudos e organizações como o Environmental Working Group mostram que esses conservantes não são 100% seguros a médio e longo prazo.

Inclusive, em 2008 a própria FDA emitiu um alerta acerca de um produto que continha phenoxyethanol e mencionou o fato do ingrediente poder atuar no sistema nervoso. Em virtude disso, gostaria que esses conservantes citados fossem substituídos por métodos mais saudáveis de conservação, tais como o uso de óleos essenciais, ativos naturais antioxidantes, sorbato de potássio, embalagens herméticas, dentre outras medidas.

Tenho bastante admiração pela marca, mas também me preocupo com a minha saúde e infelizmente terei de parar de comprar até que esses ingredientes sejam substituídos.

Abraço

Vale mencionar que ao receber esse email, algumas marcas (talvez todas) vão tentar se esquivar (ou ignorar), dizer que não há problema nenhum com os ingredientes, citar que testes disso e aquilo foram feitos e que são totalmente seguros e etc, isso é óbvio que vão fazer. Cabe a você pesquisar e escolher de qual lado irá ficar.

Anúncios

81 comentários sobre “Conservantes tão prejudicais quanto os parabenos

  1. Ótimo post, ótima iniciativa, e ótimo o texto pra carta!
    Eu venho fazendo isso com várias das marcas que eu gosto e tenho que evitar, as respostas são das mais variadas, mas eu continuo insistindo,vai que melhora né?
    Adorei você ter disponibilizado esse texto pras outras meninas! Beijo

    1. Eu fiz porque realmente facilita muito a vida e faz a diferença! E que bom que você ajuda de alguma forma, isso é excelente, continue. beijoss

      1. É ‘conversantes’ mesmo? não precisa aprovar esse comentário, se não for eu vou saber caso não mude haha

      2. HAHAHAHAHAAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHA to rindo tanto! no post eu tinha escrito isso umas duas vezes mas corrigi, o título (QUE ERA O PRINCIPAL) eu não vi o erro! não tem problema não, faz parte ahahahahha tenho esses surtos dislexos mesmo.

  2. Valeu Nyle, já copiei o modelo e vou fazer a minha parte. Obrigada tb pelas ótimas resenhas.
    Bjs
    Lúcia

  3. Triste é encontrar o phenoxyethanol em certos produtos orgânicos certificados :S Temos que ficar atentos mesmoooo!

    Caraca, e eu achando que o sodium benzoate era super inocente. Isso tudo porque me baseei na nota 1 do EWG e nada mais :O

    O DMDM hydantoin estava presente na formulação de um shampoo que passava a imagem de natural. Mandei e-mail reclamando deste componente e também da fragrância artificial. Eles, muito fofos, reconheceram o problema e recentemente retiraram esses ingredientes da composição 😀 Fiquei feliz!

    Amei seu modelo de e-mail. Vou mandar agora mesmo para a Petal Fresh, que usa phenoxyethanol e outras coisas “feias”.

    Ah, só para variar um pouco, amei o post! Você sempre arrasa!

    Beijossss

    1. Ah é, que marca que retirou? me diga! e além da petal fresh, a multi vegetal também usa 😦 já enviei email pra lá, envie também, quem sabe eles vão nos ouvir! beijoss

      1. Foi a Bion Vitta (o shampoo).
        Putz, eu confiava cegamente na multivegetal. Tenho um monte de produtos da marca. Vou dar uma olhada em quais tem para não comprar mais. E com certeza vou enviar o e-mail. Aliás, vou fazer isso agora!

        Muito obrigada pela informação!

        Beijosss

      2. Agora fiquei mais perdida ainda 😦 O shampoo que eu uso é orgânico mas tem sodium benzoate e o condicionador, que é “natural” tem phenoxyethanol.
        Tem alguma marca nacional confiável de verdade Nyle? Estou desanimando! 😦

      3. Tem a Ikove! A Ikove usa sorbato de potássio ao invés desses benzoatos da vida. Estou pra comprar uns produtos da marca mas tô dura, é uma das poucas que eu confio. A Cativa Natureza também não usa esses conservantes (pelo menos eu nunca vi!), ela sempre usa óleos essenciais mesmo. Dê uma olhada! beijoss

      4. Ikove? Maravilha! Até hoje só comprei um produto da marca, o removedor de maquiagem e amei! O ponto negativo é que no site, eles afirmam não utilizar ingredientes de origem animal, mas usam cera de abelha no hidratante labial. Sem contar que o SAC não costuma responder às perguntas 😦 Tirando isso, de boa 🙂
        Nossa, eu não sabia que a Cativa Natureza havia lançado um shampoo. Vi também que eles tem sabonete líquido. Parece ser show!

        Vou testar shampoo e condicionador da Ikove e o sabonete da Cativa 😀

        Nyle, muitooooo obrigada pelas dicas!

        Beijosss

      5. Eu também não gosto muito do sac não 😦 mas a marca é boa. oba, depois que comprar me diga o que achou! beijoss

      6. Nyle, fiquei pasma. Eu tenho vários produtos da Multivegetal e TODOS tem phenoxyethanol 😦
        Vou dar uma olhada na composição da linha orgânica da Arte dos Aromas também 🙂 Me mandaram um documento com a composição da linha completa, só preciso achar aqui.
        Pode deixar, quando eu testar conto sim 😉
        Beijosss

      7. Nyle, achei o documento da Arte dos Aromas que lhe falei.
        Eles usam SODIUM BENZOATE e BENZYL ALCOHOL, além de SORBIC ACID, TOCOPHERYL ACETATE 😦

        Vou mandar e-mail para eles também.

        Beijosss

      8. Agora estou investigando a Magia dos Aromas. Aqui em casa tenho o repelente, creme para área dos olhos e sabonetes em barra. Pelo que vi, a composição deles é do bem 😀
        Você conhece essa marca?
        Beijoss

      9. Eu não conheço, mas morro de vontade de experimentar o creme pra área dos olhos, mas queria saber a composição antes. Eles tem o selo da IBD, que uma vez eu li uma comparação, é mais rigoroso que a EcoCert. Eu não tenho nada da marca, então não tenho como falar 😦 mas tenho vontade de usar o creme pra área dos olhos. beijoss

      10. Acabei de ver um produto da Ikove com linalool e outro produto com cocomidopropyl betaine, ambos com nota 4 no EWG 😦
        Dei uma olhada e no EWG o sorbato de potássio tem nota 3.
        Agora fiquei com uma dúvida, qual seria melhor: um produto com benzoato de sódio livre de ácido ascórbico e tocopherol ou um com sorbato de potássio? Composição é um treco complicado né? rsrs

        Beijoss

      11. Então, Isabel, eu falo por mim, eu procuro não ficar tão neurótica com tudo que vejo, sabe. Teve uma época que eu tava tão assim que eu quase cheguei a surtar, sério, virou quase uma obsessão e já estava me prejudicando. Se um composto tem um ou outra química, e de resto é natural, eu compro, porque vou ser sincera, pegar algo natural de verdade, tipo, com NADA que possa fazer mal, é extremamente difícil. Eu acho que sempre é preciso avaliar cada caso isoladamente: por exemplo, no caso do sorbato de potássio, a preocupação maior em relação a ele é sobre alergias que ele pode causar em determinadas pessoas. Caso você não tenha um histórico com alergia a cosméticos, dificilmente o sorbato vai te dar algum problema. Com o cocamidopropyl betaine e o linalool é a mesma coisa, a maior preocupação acerca dele também é o risco de causar alergias. E sobre o ácido ascórbico (vitamina C) e tocoferol (vitamina e), ambos são antioxidantes naturais. O primeiro tem nota 0 no EWG e o segundo, nota 1. São inofensivos!

        beijoss

      12. Que bom que gostou da composição 🙂 Os outros produtos da Magia dos Aromas que tenho seguem a mesma linha 😀 Seria tão bom se eles tivessem shampoos e condicionadores!

      13. Você está totalmente certa. Ficar neurótica não dá mesmo. Preciso botar um freio nisso também.
        É que quanto mais vamos adquirindo conhecimento e percebemos que algumas marcas não são tão naturais quanto dizem, maior é nosso nível de exigência e desconfiança, né?!
        Se pensar por esse lado, a Multivegetal, por exemplo, até que é “tranquila”, pq pelo que vi o único ingrediente mais preocupante mesmo é o phenoxyethanol. Depois vou revisar tudo.
        Ah sim, eu vi que a vitamina C e E tem ótimas notas no EWG, o que eu quis dizer é no caso de usá-las em conjunto com o benzoato de sódio, que pode gerar o benzeno.
        Só você para ter paciência de responder tudo o que eu pergunto, rsrs…
        Muito obrigada pela atenção e informações Nyle!
        Beijoss

      14. Ahhh, tá, agora entendi o que você quis dizer. Realmente, misturar os dois não é uma boa ideia, quando tiver benzoato de sódio e vit. C ou E é realmente melhor não arriscar! E a Multi Vegetal realmente não tem muitos ingredientes preocupantes, mas se dá pra usar outros métodos de conservação, porque continuar com esses? :/ Tomara que ela atenda nossos pedidos e modifique a fórmula em um futuro próximo. beijoss

      15. Pelo visto a Multivegetal não vai atender. Responderam minha mensagem, mandei para seu e-mail 😉
        Beijosss

      16. Eu já tinha visto, Isabel, eles mandaram pra uma amiga também, tão mandando no copia e cola mesmo. Eu achei a resposta pedante demais, fiquei realmente irritada. Não me responderam, mas estou preparando uma resposta à altura hahah beijoss

      17. Também achei a resposta muito pedante. Chato isso 😦
        Fiquei super curiosa com a resposta que você está preparando, rsrs
        Beijoss e um ótimo final de semana!

      18. Eles ainda não me responderam, mas tomara que respondam pra eu poder dizer ~~algumas coisas~~ que eles merecem ouvir ahahah beijoss

      19. Estranho eles não terem respondido para você até agora, não acha?
        Acho que eles sabem que é você, rsrs…
        Beijos

      20. ahahahaha ish, mas não to nem aí, agora quero que se lasquem, peguei raiva. beijoss

  4. Nossa!!Pqp!!Honestamente…. ao ler esse post fico bem…sem palavras!!!Eu comprei produtos da multivegetal achando q eu tava arrasando…Nem nas marcas orgâncias podemos confiar???
    Nyle…se ñ for pedir demais, vc poderia dizer se tem ALGUMA, PELO MENOS UMA marca orgânica que não use essas porcarias?Ou todas as marcas tem uma coisinha ou outra?Outra coisinha…de um modo geral qual a marca brasileira orgânica mais confiável? Mais limpa? Eu tenho até medo de olhar meus cométicos!!!=((((
    Vou mandar agora email pra ADCOS, q ja sei q tem um monte d porcaria no protetor solar, nos outros cosméticos deve ter tb!!!Ai ai….mas vamos que vamos, ein!

    1. Mandei email pra multivegetal=(
      Dizendo que irei alertar todas as minhas amigas as quais eu havia divulgado a marca e estavam pensando em comprar também!Oh céus!

      1. 😦 triste, né. indique a ikove e a cativa. alguns produtos da alva não possuem esses ingredientes também (mas nem todos), e a vantagem é que no site oficial da alva do brasil tem TODOS os ingredientes, é só dar uma olhada lá e ver quais tem os ingredientes citados no post e quais não!

    2. Calma, sei que dá uma vontade de sair esculachando a marca (já passei muito por isso hahaha), mas ajuda muito mandando email no SAC pra que elas retirem esses ingredientes. E outra, não precisa de desespero, sabe, se você já opta por produtos orgânicos e naturais (verdadeiramente naturais, com 1 ou 2 químicas “intrusas” na fórmula no máximo), você já tá fazendo um bem danado ao seu corpo, não é UM cosmético com o ingrediente “x” que vai te fazer mal. tente ir boicotando e substituindo esses ingredientes aos poucos até chegar em produtos que sejam realmente naturais. olha, de marca brasileira, as que eu não vi usando os conservantes citados no post é a ikove e a cativa natureza. certamente deve ter outras, mas até agora são as que eu vi e confio. beijoss

      1. hahaha…não se preocupe…mandei um email bem diplomático pra eles!Afinal, minha intenção é que mudem. Fiquei revoltada pela ilusão que tive com os produtos orgânicos. Mas então, sei será impossível não usar um ou outro produto com estas substâncias!Evitarei ao máximo, mas…

    3. Maiara, desenvolvi uma dermatite perioral após uso do filtro solar da Adcos, quando comprei achei que estava arrasando pois ele garante uma proteção alta e esse era o meu unico foco uma vez que nunca havia tido problemas de pele, foi uma longa caminhada até que eu descobrisse qual produto estava sendo o desencadeador da minha dermatite, ainda estou e processo de tratamento e acredite com antibioticos fortes, depois disso fiquei mais atenta com as composições das coisas que resolvo usar. Definitivamente é dificil levar uma vida 100% natural no mundo de hoje, mas, ainda opto pelos naturais e organicos.

      Bjs

  5. Puxa vida!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Até os produtos orgânicos???????????? É de f*#%¨!!!!!!!!

  6. Olá Nyle!

    Sou farmacêutica, com experiência em formulação cosméticas e especialização em cosméticos naturais.

    Quando encontro informações na internet que levantem polêmicas ou controvérsias como o seu post, a primeira coisa que faço é buscar fontes confiáveis e fundamentadas sobre o assunto em questão. Entre eles artigos científicos que avaliem rigorosamente porém de forma sensata, assim como pareceres de órgãos reguladores que SEJAM NEUTROS e ao máximo IMPARCIAIS em relação ao assunto.

    Ao ler seu post que tem um tom forte de denúncia, porém sem fundamentações claras, fui mais uma vez me assegurar sobre o que você escreveu, apesar de já conhece-lo.

    Sobre o fenoxietanol: Trata-se de uma substância encontrada naturalmente no chá verde e na chicória =S

    Por que a controvérsia sobre fenoxietanol?
    Pesquisas científicas sobre Fenoxietanol são conflitantes, alguns especialistas acreditam que ele seja um ingrediente tóxico, cuja exposição repetida à substância durante longos períodos tem sido associada a dermatite de contato, piora do eczema, toxicidade reprodutiva e neurotoxicidade.
    No entanto, é importante ressaltar que nenhum dos dados disponíveis de pesquisa é conclusivo, e a maior parte dos resultados não se mostraram reprodutíveis. Continuo: as informações aplicam-se a resultados referentes a exposição ao Fenoxietanol isoladamente ou produtos que contêm doses elevadas de ingrediente, muito acima do até 1% utilizado em preservação de cosméticos.

    Quanto à substituição por preservantes 100% naturais, você coloca as empresas como vilãs e negligentes.. porém existem empresas sérias neste ramo, que investem em trabalhos árduos para alcançar resultados neste sentido; Porém reformulação é um exercício extremamente caro e demorado, principalmente quando envolvidas matérias primas naturais que não apresentam eficiência de preservação e não são fáceis de estabilizar em formulações e.. veja só, você citou 3 possibilidades de preservantes (açaí, romã e chá-verde) e uma delas é fonte natural de fenoxietanol, o chá verde! controversa sua sugestão, não?!

    Termino fazendo um alerta: se você comer excesso de açúcar todo dia, provavelmente vai ter obesidade e diabetes.. duas das doenças crônicas que mais matam na atualidade. Isso coloca o açúcar como vilão, porém se consumido em excesso.. pense nisso!

    Coloco-me à disposição para fornecer bibliografias sobre o assunto.

    Antes de ser formuladora, sou consumidora preocupada com a segurança do que uso também! acho ótima sua iniciativa de divulgar informações, porém cuidado! o consumidor responsável busca informações sérias e ao disparar um post alarmante sobre um assunto pouco fundamentado pode se chegar à um resultado tendencioso e irresponsável, principalmente com um assunto que claramente é um apanhado de informações juntadas na internet.

    Bjs

    1. Creio que agora quem se contradisse foi você. Você acaba de me dizer basicamente o que está escrito no post: que o fenoxietanol pode causar neurotoxidade e alergias, a médio e longo prazo, e em determinadas concentrações. Tanto que no post eu ressaltei que eles são usados em baixas concentrações em cosméticos, mas a questão é que nós usamos o fenoxietanol em INÚMEROS produtos, TODOS os dias, mais de uma vez por dia, por meses, anos. Você está segura pra dizer que isso não tem nenhuma implicação na saúde humana?

      Quando a polêmica dos parabenos surgiu, foi a mesma coisa. Diziam que apesar dos efeitos, eles eram usados em concentrações seguras em remédios, alguns alimentos e cosméticos, mas depois de um tempo, mesmo em estudos imparciais (como um publicado na Revista Cosmetologia), eles disseram que SE os parabenos fossem usados minimamente pelos consumidores os efeitos não seriam tão nocivos, mas como esses compostos estão presentes basicamente em TUDO, nosso corpo acaba recebendo quantidades muito além do que seria “seguro”. Estou mentindo? Com esses conservantes é a mesma coisa. São usadas em doses mínimas permitidas? Sim, claro. Mas estão onipresentes, e aí pode estar o perigo, daí o alerta e o tom de “denúncia”.

      E sobre colocar as empresas como negligentes e vilãs, creio que isso foi uma interpretação pessoal sua, em nenhum momento eu disse. Disse? O que eu fiz questão de alertar é sobre marcas que se dizem naturais e orgânicas, e mesmo assim usam conservantes polêmicos, potencialmente nocivos. Você acha justo uma pessoa pagar caro em um cosmético orgânico, e depois descobrir que ele não é 100% natural, como ela havia achado?

      Estou ciente que formulações não são tão simples assim, mas não é impossível, marcas brasileiras como Ikove e Cativa são um exemplo disso. A Ikove já exporta pra vários países, é uma empresa séria e referência pra muitas do ramo, a Cativa está em processo de expansão por lojas em todo o país. Elas investem dinheiro em pesquisa, são respeitadas e se preocupam com as necessidades dos consumidores. Por isso eu propus para que as leitoras mandassem email às suas marcas preferidas ao invés do ato de simplesmente abandoná-las. Como você disse, por ser caro e trabalhoso, é uma posição cômoda pras empresas continuar usando conservantes que eventualmente podem ser nocivos, mas os consumidores têm direito de solicitar fórmulas mais naturais. Nós investimos dinheiro na marca (e não é pouco), é impossível ou injusto ela investir em pesquisas pra atender a essas novas necessidades dos consumidores? Nós não achamos que isso vá acontecer da noite pro dia, mas pra acontecer, algo precisa ser feito.

      Sobre você dizer que estou sendo controversa em minhas proposta, é viável comparar o fenoxietanol contido no chá verde in natura pelo que é usado isoladamente, em escala industrial e em quantidades maiores? É tão incompatível quanto querer comparar a vitamina A presente no mamão ou na cenoura com os danos que a vitamina A usada isoladamente em cosméticos pode causar. São situações completamente diferentes, você que é farmacêutica deveria pensar nisso.

      Eu sou leiga, não tenho colhão pra discutir com um farmacêutico, mas gostaria que você respeitasse meu trabalho como blogueira, pois nenhum dado aqui foi exposto “sem fundamentações claras” e de maneira irresponsável, como você disse. Antes de dizer qualquer coisa aqui no blog, eu pesquiso muito, no post citei todas as fontes, como o Environmental Working Group, que já atua desde 1992 na área de pesquisa de produtos químicos tóxicos (dentre outras coisas), a própria FDA, órgão regulamentador norte-americano; o pubmed, do Centro Nacional de Informações sobre Biotecnologia (NCBI). Em nenhum momento inventei da minha cabeça que os efeitos que esses ingredientes podem causar, e está claro no post e nos comentários que fiz respondendo às leitoras que tudo isso depende da quantidade.

      Antes de ser blogueira, também sou consumidora, e não bati com a cabeça. Se pesquisas apontam que um ingrediente pode ser neurotóxico, eu vou me calar? Vou querer usá-lo? Pode ter certeza que não. Nada que está aqui eu inventei ou tirei de qualquer site meia boca. Todo assunto que envolve ciência é controverso, você sabe muito bem disso, sempre há um grupo que defende determinado ponto de vista, e um que defende outro, portanto você deve saber de qual lado eu estou, e também deve respeitar isso.

      Você não tem o direito de dizer que o meu post é irresponsável, uma vez que ele só apontou estudos feitos por organizações e cientistas que não vão de acordo com o que está sendo feito atualmente, e o que certamente você acredita. Em nenhum momento eu disse que era verdade absoluta, que as pessoas que usarem tais conservantes vão, NECESSARIAMENTE, ter algum problema. Você acredita em uma coisa, e eu, a comunidade orgânica e diversos outros cientistas, em outra. Posso não ter propriedade no assunto, mas não nasci ontem e sei em quais fontes consultar. Só peço respeito com o que eu faço, assim como respeito o que você faz, e acho discussões saudáveis, desde que não sejam tomadas por pensamentos cegos e inflexíveis (como o que você está tendo).

      Abraço.

      1. Nyle, adorei sua resposta, não pelo “embate”, mas pela consciência de que, mesmo sendo consumidora (e leiga, aos olhos dos especialistas), você está atenta aos produtos que usa no cabelo. Afinal de contas, o que está em jogo é a sua saúde. Então, parabéns pela resposta, totalmente fundamentada.

        Não estou querendo desmerecer a Flávia, que é farmacêutica. Obviamente ela estudou MUITO para saber o que sabe. Mas (não sei se é o caso dela, e antes que ela se ofenda, não a estou acusando) muitos que defendem certas escovas ou são fabricantes (ou cofabricantes) ou representantes.

        Produtos para cabelos precisam passar por pesquisas exaustivas, não só pelos efeitos de alisamento, relaxamento ou não. E também pelo simples fato de que se está lidando com pele. E cada pessoa é uma pessoa, tem suas particularidades, podendo ou não desenvolver de alergias simples até reações severas. Por isso, é necessário desenvolver algo minimamente agressivo, pois nunca sabemos qual vai ser a reação do corpo de cada pessoa. Por isso, quando se levanta uma bandeira sobre um produto que já é possivelmente tóxico na sua “raiz”, é importante SIM levantar um alerta, pois, se produtos que a princípio não causariam nenhum tipo de problema podem fazer mal, imagine um produto que já tem um potencial tóxico inerente?

        Enfim, eu também pesquiso. Acho absurda a quantidade de progressivas que têm surgido nos últimos anos, com os princípios ativos mais estranhos (e quando você vai pesquisar o princípio, isolado e sem associação à cosmética capilar, é de ficar com os cabelos em pé.

        Enfim, não está em jogo APENAS o conhecimento intrínseco da química, farmacocinética, medicina etc. etc. etc. Está em jogo a NOSSA saúde. Eu não compraria uma escova progressiva só porque o fabricante me diz que é segura e livre de componentes tóxicos. E muito menos vou a um salão acreditando que o cabeleireiro (especialista na sua área) vai me garantir um produto original, sem aditivos ou clandestinidade. Tem que pesquisar SIM, pois podemos ser leigas, mas não somos burras.

      2. Sim, Tatiana, você faz muito bem em ficar sem alerta e atenta. Infelizmente não podemos acreditar em tudo que dizem a nós. Consumidor consciente não se deixa enganar! beijoss

    2. O consumidor responsável deve pesquisar as fontes, em vez de aparentemente se ‘alarmar”, perder o controle sobre si mesmo e entrar em pânico. É engraçado que uma pessoa ”responsável”, seja a primeira a perder o controle da situação.

      1. Sinceramente eu fico triste quando leio algumas (para não dizer várias) opiniões e “visões” do povo sobre aspectos que realmente importam nas nossas vidas.

        Eu não sou muito de comentar, tanto é que este é o primeiro comentário meu em um blog, mas isso não vem ao caso. O caso é que é TRISTE, me desculpem pela sinceridade, mas é triste ver esses dois comentários de forma tendenciosa a favor da inescrupulosidade capitalista que bem conhecemos.

        Devemos ser simples em nossas escolhas, se tem opção, escolha a certa!
        Eu acho um absurdo cogitarem o uso de substâncias tóxicas, pois se tem uma alternativa melhor, sem riscos, essa deveria ser seguida e ser a regra. Acho um absurdo cogitarem como acho desumano o uso destas, visando apenas o lucro e comodismo, e os consumidores que se lixem.

        Ultimamente, só se ouve casos de câncer e doenças agressivas nas notícias que circulam na mídia, coisas sem explicações que muitas pessoas letradas no assunto não conseguem desvendar, quanto mais obter a cura. Apenas uma pergunta sem resposta, nada de importante.

        Quando tomamos consciência das coisas, sobre “o que deu errado?” ou “como as coisas chegaram a esse ponto?”, pode ser tarde demais, mas essas pperguntas sempre tem uma resposta universal……. é o comodismo do povo, vocês merecem!

        Bilhões são gastos para motar estádios de futebol, PARA QUE?

        Bilhões são gastos para lançarem foguetes para outros planetas ou “ir para lua”, PARA QUE?

        Bilhões são gastos todos dias com futilidades politicas, PARA QUE?

        Não, tudo isso é importante, não devemos ter trabalho e nem gasto para as coisas futeis da vida, como a saude e o bem estar, senão perdemos o controle das coisas que realmente importam…

        Nossas escolhas, principalmente profissionais afetam não só nossas vidas, mas como de muitas pessoas, infelizmente, pois nesse caso, quando digo “vocês merecem”, eu também estou merecendo. Pensem nisso.

        Nyle, “Nenhuma grande descoberta foi feita jamais sem um palpite ousado.” e “A descoberta consiste em ver o que todo mundo viu e pensar o que ninguém pensou. “. Bom blog, nunca desanime.

        A todos, “Tudo quanto nós próprios descobrimos ou voltamos a descobrir são verdades vivas; a tradição convida-nos a aceitar somente os cadáveres da verdade. ”

        Flw.

      2. Carlos, muito obrigada pelo seu apoio e por nos fornecer seu ponto de vista!!!b beijos

    3. Flávia, sem querer desmerecer o seu conhecimento (até porque eu sou da área da saúde tb), mas é um ledo engano tentar impor o conhecimento técnico como se fossem uma verdade absoluta. Primeiro porque a ciência é altamente controversa (e vc mesmo foi bem controversa na sua resposta) e sabemos que a escolha de desenhos metodológicos e o contexto no qual os resultados são colocados podem influenciar completamente a interpretação. Ou seja, artigo científico é feito para quem sabe ler metodologia de pesquisa e isso é virtualmente 0% da população brasileira (e eu tb não acho que a ideia do blog é virar indexador de artigo científico). Segundo, o discurso técnico de nenhuma maneira pode desqualificar uma consumidora ou uma cidadã de exercer o seu direito de buscar informações e dividir suas descobertas com o seu público. Ao contrário, ela deveria ser estimulada a difundir e estimular conhecimento, coisa que a academia raramente faz de forma que seja compreensível para o grande público. Terceiro, de fato nesse post as fontes dela não foram tão ruins. Quarto, e usando a sua analogia do açúcar: ele de fato não pode ser colocado como vilão, mas se uma empresa vende-lo como algo completamente saudável aos seus consumidores, ela se torna uma grande vilã. É isso que ocorre com as diversas empresas que usam o apelo “verde” mundo afora. Então sejamos justas. Eu gostei da pesquisa e pela Nyle ajudar diversas consumidoras (incluindo eu!) a ingressarem nesse mundo orgânico!

  7. Não fique chateada com a opinião dos outros, mas acho interessante eles expor a opnião. Fico feliz com isso. Sou bióloga e técnica em química e (quase) me acostumei a visão molecular das coisas.
    É o que deve ter acontecido com a
    farmacêutica. Pergunte a uma boa nutriciionista o que é melhor: omar um suco de acerola com manga ou ingerir um comprimido de vitamina c?
    Adoro seu blog e mesmo não tendo conhecimento tão aprofundado tem feito um excelente trabalho, parabéns!

  8. Parabéns pelo blog e continue alertando as pessoas a respeito desses perigos.
    Fale tbm sobre os trangênicos e sobre os agrotòxicos nos alimentos. Em 2014, infelizmente chegará nos comércios o feijão transgênico. É um veneno!!!
    Muitas plantas são geneticamente modificadas para resistirem à agrotóxicos. O que acontece? Elas recebem mais e mais agrotóxicos e tudo isso além de contaminar o solo, o ar e as águas, contamina tbm o ser humano.
    O jeito é cada um ter uma hortinha em casa. Mesmo se mora em um apartamento, uma hortinha improvisada não faria mal algum.
    Abraços e continue com esse belo trabalho!

  9. Olá, Nyle!
    Alguns produtos (maquiagem) da marca ALVA possuem Dehydroacetic Acid.
    Essa substância causa algum mal a nossa saúde?

    Você sabe informar se os produtos da ALVA são hipoalergênicos?
    É que tenho dermatite atópica e estou à procura de maquiagem mais saudável.

    PARABÉNS pelo blog, estou lendo tudo que vc escreve e adorando suas informações.
    Ainda bem que existem pessoas como vc para abrir nossos olhos.
    Tenho aprendido muito no seu blog.

    Abraços!

    1. Olá!

      Então, o Dehydroacetic Acid tem risco bem baixo de acordo com o EWG, é praticamente inofensivo, porém o site alerta que ele pode ser potencialmente nocivo em produtos usados na boca. Dei uma procurada e não tem Dehydroacetic Acid em nenhum batom da Alva, somente em produtos para os olhos e coisas do tipo.

      Sobre o risco de alergias, os produtos da Alva não são hipoalergênicos por excelência. Apesar das fórmulas serem bem naturais e com ingredientes orgânicos, não é impossível alguém com sensibilidade desenvolver alergias, não vou mentir pra você. Se você tem sensibilidade, eu recomendaria os maquiagens da marca Alima Pure, são minerais de verdade e o risco de desenvolver alergias é mínimo. Vende lá na https://lookaholic.wordpress.com/2013/05/16/compras-na-iam-natural-store/

      Obrigada pelos elogios ❤

      1. Nyle,

        Falaram-me que a marca Clinique é hipoalergênica.
        Entrei no site e tem falando que é 100% sem perfume, testada contra alergia.
        O que você acha dessa marca?
        Os produtos que possuem perfume prejudicam a minha dermatite, tenho evitado tudo que tem perfume.

        Li a sua reportagem sobre a Alima Pure, mas só tem como comprar pelo site.

        Obrigada!

      2. Sabrina, não tenho como dizer sobre a Clinique porque ela faz testes em animais, e eu não compro esse tipo de produto e tal. Mas por aí tem muitas resenhas da marca. beijoss

  10. Nyle, a loção hidratante para pernas e pés da Arte dos Aromas contém Sodium Benzoate, Tocopheryl Acetate e a marca possui o selo ECO CERT, assim, vou começar a comprar hidradante da Ikove. Amo os produtos da Ada Tina, tenho pele acneica e os produtos são ótimos, livres de parabenos e ureia, entretanto, encontrei o phenoxyethanol na composição em alguns deles, vou enviar o e-mail sugestivo para as duas empresas. Beijos.

    1. Daniela, eu não creio que a Ada Tina seja uma escolha melhor que a Ikove em termos de composição, entre os dois eu definitivamente ficaria com a Ikove. Mas em relação à Ada Tina, realmente, enviar email à marca é muito importante!!

  11. Nyele,

    O Tonico facial para pele oleosa da Cativa, que você recomenda, contém Benzyl Alcohol e isso não faz mal? E tb olhei que o desodorante da Weleda tem componentes também mostrados no seu site como duvidosos, mas também é recomendado. Não entendi?
    Obrigada

    Paula

    1. Paula, o álcool benzílico é sim um ingrediente polêmico, mas não é nocivo. Se a fórmula no geral é tranquila, rica em ativos vegetais, eu não vejo problema se contiver um ou outro ingrediente polêmico (mas depende do ingrediente também, não é pra todos que abro exceção). O mesmo vale pro outro produto da Weleda. Ele pode conter alguns ingredientes polêmicos mas no “balanço geral” é possível ver que o produto é de qualidade e não oferece perigos à saúde. beijos

  12. Por acaso encontrei o blog (nem lembro o que estava procurando) e achei muitas informações interessantes.

    Vendo pelo lado de desenvolvimento do produto, é importante saber que não é apenas substituir um conservante pelo outro, simplesmente. Existe uma interação com o restante da fórmula, se vai manter a estabilidade, ou se acontecerá uma separação de fases, mudança de pH… ou seja, se o determinado conservante é compatível com o restante da fórmula. E não existe um conservante que seja totalmente efetivo, sendo necessária a associação de mais de um conservante, para aumentar o seu espectro de ação, e assim, diminuir o potencial alergênico com baixas concentrações.

    Entrei no link do FDA onde há a informação sobre o phenoxyethanol, fala-se no caso de ingestão, já que o produto em questão é um creme para rachadura em mamilos, portanto, o bebê ingere o conservante e assim causa uma série de reações. No uso tópico, não tem como causar uma neurotoxocidade, já que o ingrediente não entra na corrente sanguínea; se assim fosse, seria um medicamento. E o fenoxietanol é um dos conservantes mais efetivos contra as bactérias gram positivas e gram negativas, porém é preciso associar com algum outro para que sua ação seja completa.

    Quanto aos parabenos, há controvérsias. Não existe nenhuma comprovação de que sejam cancerígenos, embora tenham encontrados em pessoas com o câncer; porém não foi feito nenhum teste comparativo em pessoas saudáveis, ou seja, se houve algum traço do ingrediente no organismo dessas pessoas.

    Um fato a considerar: ler nos rótulos se existem as informações “dermatologicamente testado”, e/ou “clinicamente testado”, e/ou “oftalmologicamente testado” e/ou “produto hipoalergênico”, pois antes que serem registrados na Anvisa, esses produtos com essas informações foram analisadas em institutos de pesquisas em voluntários, onde se submetem a testes de segurança e eficácia.

    Claro que, diante tantas pesquisas, nenhum estudo é conclusivo.

    Espero ter ajudado e gostei do blog 😉

  13. Sou Antônio de Rondônia. Uso o Shampoo cinza da AGIMA com (phenoxyethanol and paraben, cocamide dea, cocamidopropyl betaine, lauryl glucoside, sodium cocoyl sarcosinate, polyquaternium-7,sodium laurenth sulfate-glycol distearate-cocamide mea,sodium laureth sulfate, disodium edta, citric acid, sodium chloride, sweet violet extract-lavender estract-violet flowers complex, ci 77266,fragance-parfum -benzyl salicycate, hexyl cinnamal, linalool, water-agua). Tenho 48 anos. Também uso o ( sofh hair- shampoo cinza- com : sodiym laurech-12 sulfate (tensoativo), propylene glycol (propileno glicol), benzyl alcohol, quaternium-80,(fixador), hydroxyethylcellulose (hidroxicelulose), polyquaternium -10,(polimero), citric acid (ácido cítrico), phenoxyethanol, methyparaben, propylparaben, ethyparaben, butyparaben (conservante), ci 20470 (corante), parfum, benzyl salicylate, hexyl cinnamal, linalool (essência), ci 15510, ci 60730(corante);
    Já uso produtos com acetato de chumbo há mais de 14 anos. Já usei muito tinta de tudo que é tipo para cobrir meu cabelos branco. ex; aquelle “não sei o que 5”. lembra . Já usei muito.
    Hoje só uso esses que mencionei no início. shampoo cinza agima e sofhhair .
    percebi que meu couro cabeludo está com uma mancha vermelha e não doi. Estou com o olho esquerdo tremendo muito. li no seu artigo que pode ter alguma relação com neurologia. Sinto uma parte do corpo esquerdo, perto nos pulmões como se tivesse formigando. Não sei se todos esses sintomas tem relação com esses produtos. Fiquei assustadíssimo com o que vi aqui nesse artigo. Se tiver relação prefiro mil vezes ficar com os cabelos brancos a ter alguma doença. Sempre vejo artigo falando dos perigos da intoxicação com esses produtos mas NUNCA VEJO INFORMAÇÃO DE COMO SE DESCONTAMINAR. Se tiver com contaminação no organismo com esses produtos COMO SE DESCONTAMINAR DE FORMA NATURAL . abraços e fique com Deus. Espero ansiosíssimo a resposta em meu email.

  14. Nyle, no site da FDA esta informa em conclusão que até o momento não há nenhuma razão para os consumidores se preocuparem com a utilização de parabenos nos cosméticos.
    Diz que não há um estudo que comprove que a utilização dos parabenos nos cosméticos esteja ligada a algum tipo de câncer.

  15. Boa noite! minha esposa comprou um creme pra pentear o cabelo do Beleza Natural, O BN CACHOS, ela sentiu a vista arder e sentiu sintomas como cansaço isso pode ser de algum componente da formula desse creme?

  16. Nós precisamos sim ficar atentos aos produtos químicos usados nos produtos cosméticos. Afinal é a nossa saúde que esta em jogo. Depois quando adoece não sabe o porquê Ainda mais hoje em dia em que as empresas pensam mais em seus lucros do que na saúde de seus consumidores. Atualmente, só uso os produtos da Sal da Terra Saboaria, porque até o momento é a única empresa que vejo usar produtos naturais em seus produtos. Se começarem a colocar substâncias nocivas ai já mudo para outra confiável.Acho muito importante blogs feito o seu que alertam e auxiliam as pessoas na busca de produtos saudáveis.E você esta de parabéns por isso. O mundo precisa de pessoas assim.

  17. Oi Nyle, vi que um produto que tenho da cativa (água hidratante de aloe vera), tem benzoic acid. Imagino que ele seja algum derivado do benzeno. Você sabe se o ácido benzoico também é cancerígeno? Obrgada

    1. Bel, o ácido benzoico é um dos conservantes menos agressivos. Ele não é cancerígeno. Não é possível dizer que ele não traga minimamente nenhum risco à saúde à longo prazo, mas é um dos conservantes menos agressivos e que oferece menos risco. Beijos

  18. boa tarde..
    comprei alguns produtos da sal da terra, realmente gostei, mas se formos USAR TUDO 100% NATURAL, por mais que alguns produtos não sejam tão caros, para uma pessoa que ganha um salário mínimo isso não seria possível. Pois gostaria muito de usar alimentos orgânicos, cereais, produtos de beleza 100% naturais, roupas sustentáveis, etc. mas infelizmente nosso país é um país de desigualdades, então enquanto tivermos um mundo em que a ganância e o dinheiro for o pilar da humanidade, nunca evoluiremos como seres humanos em busca de um planeta mais saudável.
    abraços

  19. Uma das únicas marcas que trabalham com menos conservantes é a Urtekram, mas a única localidade que vi foi no site da produtos biológicos e maturais Rita C, mas infelizmente só vende em Portugal.

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s