Combatendo o envelhecimento

Como manter a pele jovem na idade avançada? O que eu faço para viver bastante? Eis as dúvidas de inúmeras pessoas, não só das mulheres. Infelizmente, não há (pelo menos não ainda) uma fórmula para deixarmos de envelhecer, isso é fato, mas estudos e observações nos dão “pistas” preciosas sobre como deve ser a nossa alimentação, bem como nossos hábitos.

Para começo de conversa, nada mais óbvio: não fume (além de todos os malefícios que você já conhece, o cigarro diminui a oxigenação e as taxas de colágeno da pele, que são essenciais para manter a elasticidade e reparação da mesma. Leia mais), evite bebidas alcoólicas em excesso, não tome muito sol (a radiação UVA provoca o envelhecimento cutâneo e a UVB pode, dentre outras coisas, ocasionar o câncer de pele) e não se esqueça do protetor solar.

Mais importante do que manter uma alimentação balanceada (consumir frutas, verduras, legumes, etc e evitar frituras, gorduras, excesso de sal e açúcar) é comer pouco e a cada 2/3 horas. Ontem já mencionei que é comprovado cientificamente que comer muito envelhece e o contrário (ou seja, comer pouco) aumenta a longevidade, conserva nosso corpo.

O mecanismo é complicado, ainda está em estudo, mas explicando a grosso modo, comer menos leva a uma maior atividade de determinadas enzimas que prolongam a vida das células. Elas evitam a formação de pequenos buracos (ou poros) em suas membranas, que poderiam servir de entrada para proteínas que alavancam o processo de apoptose, ou seja, morte celular (leia mais aqui).

Além de todos os seus benefícios, estudos apontam que a atividade física previne o envelhecimento (fonte). Pratique regularmente!

A hidratação também é essencial para prevenir os sinais do envelhecimento, pois garante maior elasticidade à pele, evitando a formação de linhas de expressão/rugas. Externamente, você deve investir no hidratante facial adequado para a sua pele e usá-lo (pelo menos) uma vez ao dia. É importante que você não se esqueça de hidratar a região do colo, pescoço e mãos – áreas que também tendem a sofrer com os sinais da idade. E, para garantir a hidratação de dentro para fora: água, bastante água.

Por último, o mais importante: evite o estresse. O aumento de radicais livres provocados pelo estresse debilita o sistema imunológico e leva o organismo a consumir mais nutrientes do que o normal para se equilibrar. Como consequência, ocorre o enfraquecimento das células, que afeta a pele e o corpo inteiro.

Além disso, um relatório dos especialistas da Universidade da Califórnia em São Francisco explica que o estresse parece acelerar o encolhimento dos telômeros (olha eles aí de novo!). Esse desgaste encurta a vida dos cromossomos e acelera a deterioração corporal, segundo a pesquisa. Outro ponto que é evidente, não precisamos nem ler muito para verificar, é o impacto que a tensão exerce sobre o nosso rosto. Olheiras, bolsas, semblante cansado, linhas de expressão (principalmente na testa).

Definitivamente, combater o envelhecimento não é uma tarefa fácil. Exige hábitos e atitudes (relativamente simples) ao longo da vida que, embora (aparentemente) não deem tanto resultado agora, mais para frente farão toda a diferença. Estresse-se menos, coma pouco e com qualidade, cuide do seu corpo e rosto, pratique atividade física, beba muita água, evite sol, cigarro e drogas, não exagere na bebida alcoólica. Mesmo que você seja novo(a), comece agora!

Referências: Terra; Corpo a Corpo

 

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s