Experiência: parando de fumar (parte 2)

Se você está chegando agora, vale a pena dar uma olhada na primeira parte do post para não ficar perdida!

Como todo mundo sabe, o cigarro acaba com as taxas de colágeno, de pele a cabelos, sem exceção. Quando eu ainda fumava, às vezes eu ficava apavorada com as linhas de expressão que ficavam na minha testa, em volta dos lábios. Era terrível ver minha pele ‘envelhecida’ dessa forma, mesmo sendo tão nova.

Depois de meses sem fumar, fico feliz em ver meu rosto corado, macio, com viço e com menos olheiras. A maioria das linhas de expressão (devido ao ressecamento da pele/diminuição do colágeno) sumiram e vejo minha pele perceptivelmente melhor que antes. Vale destacar também que não ter o cheiro de cigarro impregnado nas mãos, nos cabelos, no ambiente e nas roupas é realmente satisfatório.

Há anos eu também não dormia bem e não tinha fôlego para atividades físicas como agora. Antes, não importa o quanto eu respirasse, eu não tinha fôlego, o ar parecia não entrar, era terrível. Sem o cigarro, hoje eu consigo correr, respirar melhor, tenho mais fôlego. Aliás, isso é uma das mudanças mais sentidas por quem abandona o cigarro.

Clique para ampliar

Sobre todo aquele papo de engordar, eu engordei sim, mas de forma positiva. Tenho 1,75 m e na época em que eu mais fumava, eu pesava 54 kg. Sim, 54 kg é muito pouco, as pessoas à minha volta se preocupavam com a minha saúde e minha falta de apetite. Ao parar de fumar, fui para 57 kg e permaneço nesse peso, hoje estou bem melhor, recorri à academia, continuei a me alimentar de forma saudável e isso não me causou nenhum transtorno.

Por falar em academia, atividade física é a melhor saída para lidar com os efeitos da falta do cigarro. Ao nos exercitar liberamos hormônios (endorfina, por exemplo) que ajudam a melhorar a ansiedade, vontade de fumar, inquietação, mau humor, além de nos distrair e nos deixar mais saudáveis também.

Mudar os hábitos também é essencial para manter a vontade de fumar longe. Para quem costuma a fumar e tomar café, diminuir o café juntamente com o cigarro é uma boa, me ajudou bastante. Dar um tempo nas bebidas enquanto eu estava na fase mais “crítica” também foi outro passo importante. Eu sabia que se eu bebesse, a vontade de fumar ficaria insuportável, então para evitar isso, parei de beber e sair por um tempo. Funcionou bastante.

Por fim, não se sinta completamente segura. O maior erro de quem está parando de fumar é achar que é forte o suficiente para resistir a todas as adversidades, por isso evite lugares e situações que possam te causar uma “recaída”. Quando você estiver muito nervosa (brigou com o namorado, com uma amiga, que seja), tome um banho. Parece meio idiota dizer isso, mas um bom banho (para quem gosta, claro!) tem um poder incrível de mudar o nosso humor para melhor. Funcionava e funciona para mim. 

É difícil dizer com segurança “parei de fumar”. Todo dia é uma luta, frequentemente eu acabo lembrando, às vezes me sinto “tentada” a fumar, se estou em uma situação de estresse essa vontade piora, mas não o faço. Resistir é difícil, mas resisto. 

É preciso ter muita determinação, não é fácil. Parar de fumar não é “só querer”, para algumas pessoas pode até ser, mas para a maioria não é. Eu não precisei, mas há quem tenha que recorrer a adesivos, remédios, chicletes, psicólogo, vários artifícios para conseguir. Quanto maior for o vício, maior a necessidade de procurar orientação de um profissional.

Mesmo com tudo que eu passei, ver os resultados positivos é gratificante. E, mais do que tudo, ver as pessoas que me amam ficando felizes e tranquilas por mim e pela minha saúde não tem preço.

Anúncios

12 comentários sobre “Experiência: parando de fumar (parte 2)

  1. Adorei esse post,e o anterior.Ainda mais pra ‘provar’ pras pessoas que dá sim pra parar de fumar,mesmo se voce fuma muito e há muito tempo.Parabéns,espero que voce se mantenha firme (:

  2. É difícil largar mesmo. Parabéns!

    Ótimo post. Beleza vai além de maquiagem. Teu blog é mesmo diferente dos outros que seguem sem conteúdo e repetitivos. Continue com o bom trabalho, tu merece muito sucesso.

    1. Obrigada, Nathalia. Às vezes fico um pouco insegura por achar que vocês podem não gostar do que eu trago pro blog, mas comentários assim são reconfortantes! Beijoss

  3. Gostei muito, não sou fumante mas me incomodo com pessoas fumando ao meu lado e me sinto agoniada ao vê-las fumarem , justamente por estarem estragando a saúde da pior forma possível. O cigarro sempre teve esse ”status” de ser algo glamuroso (principalmente nos anos 20.30 , devido as atrizes de Hollywood e etc) e sensual , mas pra mim se resume em doença, mau cheiro, decadência. Fico muito feliz em te ver desta forma! Não desista, bjs

    1. Obrigada! Desde que notei que a minha relação com o cigarro era de vício mesmo eu passei a ve-lo de outra forma, não achava legal, nem charmoso, via como um empecilho na minha vida, nada mais hahah fico feliz que tenha aprovado o post. Beijoss

  4. Também não sou fumante, ás vezes rola um narguile/arguile, mas só umas 2 vezes por mês. Meus amigos fumam e a fumaça nunca me incomodou, mas o cheiro que fica neles depois na sala de aula, é tenso kkkk. Com certeza a parte mais gratificante são as pessoas que te amam felizes por você estar se libertando desse vício, pelo menos pra mim seria. Queria saber se você fuma narguile ou se tem algo a ver com sua experiência, e também gostaria de dizer que estou lendo seu blog todos os dias, e amando, de verdade. Parabéns por ter conseguido parar de fumar, e pelo blog ❤

    1. Oi, Bruna. Uma “sessão” de narguile pode equivaler à quantidade de fumaça que você ingeriria se fumasse 100 cigarros. Acho que isso responde sua pergunta hahaha se você não fuma, não tem motivo pra fumar narguile, principalmente se for em festa. Não acrescenta em nada, fora o fato de feder. Mas enfim, aí é com você né? Muito obrigada pelo carinho ❤ beijoss

  5. Lembro quando eu tinha uns 14 anos e queria fumar porque achava bonito e cool. Lendo sobre a sua luta pra parar de fumar eu fico feliz por não ter entrado nessa onda. Parabéns!!

    1. Felizmente você foi bem cabeça, a maioria das pessoas começa por essa idade 😦 mas agora parei, e outras pessoas também podem!! beijoss

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s