Por que evitar o óleo mineral em cosméticos?

Publicado em

O óleo mineral pode estar presente em hidratantes, óleos corporais, sombras, blushes, bases hidratantes, dentre outros cosméticos

O óleo mineral – um derivado do petróleo assim como a parafina – é muito conhecido e largamente utilizado no mercado dos cosméticos por possuir propriedades emolientes, lubrificantes e principalmente por ser um ingrediente extremamente barato. Ele está presente, principalmente, em produtos para o cabelo, hidratantes corporais/faciais e não raro, em sombras, batons, blushes e bases.

Apesar de ainda ser utilizado em larga escala, o óleo mineral traz inúmeros malefícios para o nosso corpo e principalmente para a nossa pele. Para começar, ele não possui qualquer valor nutritivo, não é absorvido pela pele e também não promove hidratação de fato: apenas lubrifica a derme superficialmente, evita a perda de água e dá a falsa sensação de hidratação, mais nada.

Por ser inerte e não se dissolver em água ou álcool, o óleo mineral acumula na pele e nos cabelos. A médio e longo prazo, esse acúmulo faz o rosto perder o viço, os cabelos ficarem pesados, sem balanço e dificulta a absorção de outras substâncias.

Embora pareça inofensivo, o famoso óleo de bebê Johnson’s Baby é composto, basicamente, por óleo mineral e fragrância

Além disso, o óleo mineral tem ação comedogênica (entope os poros), portanto favorece o aparecimento de cravos, espinhas, impede os mecanismos de hidratação natural da pele e pode colaborar para o envelhecimento precoce. Como se não bastasse, o óleo mineral ainda pode causar alergia em muitas pessoas, principalmente em produtos para os olhos.

Segundo o site EWG’s Skin Deep, há evidencias limitadas sobre o óleo mineral causar câncer em cosméticos em aerossol e alguns artigos confiáveis (como esse) já enfatizam os perigos do mesmo nas vias aéreas em outras situações. Portanto, mesmo que não tenhamos provas concretas sobre o potencial cancerígeno desse composto, devemos ter bastante cuidado.

Há, ainda, artigos que falam sobre o óleo mineral causar fotossensibilidade na pele (isto é, aumentar os danos das radiações solares), mas a maioria carece de referência médica, então nesse caso dá para afirmar nada.

Ao contrário do óleo mineral, os óleos provenientes dos vegetais são altamente nutritivos, combatem os radicais livres e dão mais elasticidade à pele! (Fonte: Zero Hora)

Para saber se os produtos que você usa (ou vai comprar) contém óleo mineral, basta olhar nos ingredientes e procurar por algum desses nomes: “Paraffinum Liquidum”, “Mineral Oil”,”Liquid Paraffin”, “Paraffin Oil”, “Deobase” (veja aqui outros sinônimos).

Outros ingredientes derivados do petróleo que são “menos nocivos” que o óleo mineral, mas de preferência devemos evitar são as parafinas (vem nos ingredientes como “paraffin”. Veja aqui outros sinônimos) e os petrolatos (vem nos ingredientes como “petrolatum”. Veja aqui outros sinônimos).

Fontes e referências: Zero Hora, Organic Consumers, Mundo Verde

About these ads

»

  1. Nossa ainda bem q pesquiso antes de usar! Pq minha dermatologista me receitou óleo mineral puro pra passar na pele!!!! Tenho a pele extremamente seca e ela disse q tenho eczema, aí me disse q se os hidratantes normais não resolverem que era pra eu usar óleo mineral. To passada!

    Responder
    • Nyle Ferrari

      Nossa, que coisa… Óleo por óleo escolha um óleo vegetal 100% puro (pode ser de argan, da marca harmonie, pode ser de rosa mosqueta, da marca ikove ou terra flor). Hidratará mais, nutrirá-la sua pele e sem nenhum prejuízo à sua saúde. beijoss

      Responder
  2. Pingback: » Não se deve usar cosméticos com Óleo Mineral Cativa Natureza cosméticos com insumos orgânicos rastreados

  3. Pingback: Por que evitar o óleo mineral em cosméticos? | Caule Distribuidora

  4. Parabéns pelos esclarecimentos!
    No site http://www.cauledistribuidora.com.br tem vários produtos maravilhosos cheios de ativos naturais como Argilas Orgânicas, óleo de oliva, cera de candelilla…
    Vou compartilhar no Face da Caule esse Post!

    Responder
  5. E agora? o que faremos com Bepantol?

    Responder
  6. Boa noite. Ótima matéria! Gostaria de informar que comercializamos produtos cosméticos isentos de derivados petroquímicos. Para mais informações consulte nosso site: http://www.experimentaqueedeuva.com.br ou acesse nossa página no facebook com S Distribuidora de cosméticos Naturais e Sustentáveis. Experimentem e sintam a diferença! Abraços. Dra Soraya El Khatib (Farmacêutica).

    Responder
  7. :O todos os hidratantes que eu tenho usado nos últimos meses contém esse óleo e agora brasil?

    Responder
  8. Daniele Kremer

    Fiquei boba, não fazia ideia de nada disso!

    Responder
    • Nyle Ferrari

      Até algumas semanas eu também não sabia tudo isso, só sabia “por cima” que ele não era bom, mas que fazia tão mal assim nem fazia ideia, fiquei boba também. Beijos Daniele!

      Responder

Tem alguma dúvida? Leia atentamente o post e veja se ela já não foi respondida nele! Do contrário, sinta-se à vontade para perguntar (só seja um pouco paciente, porque às vezes não consigo responder tão rápido)! Caso queira saber se a composição de algum produto é nociva, acesse: http://lookaholic.wordpress.com/2013/04/24/como-saber-se-os-ingredientes-de-um-cosmetico-faz-mal/

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: